SRZD


21/05/2009 16h15

O que é um diretor de harmonia?
Luiz Fernando Reis

Antes de mais nada gostaria de deixar bem claro que não sou especialista na arte da harmonia. Diferente das funções de carnavalesco que já exerci em quase trinta carnavais e da função de diretor de carnaval que ocupei em quatro oportunidades. Mas como em desfile todos nós somos direção de harmonia me sinto em condições de passar alguma coisa.

Começo lembrando de uma reunião que tive como diretor de carnaval na Caprichosos de Pilares. Estávamos apresentando para a direção de harmonia as diretrizes e o planejamento de nosso carnaval. De repente um de nossos diretores de harmonia se levanta e começa a falar coisas e coisas, "issos" e "aquilos" do que seria harmonia. Algumas verdades, mas muitas inverdades e o companheiro falava e falava sem chegar a uma conclusão convincente. Foi aí que pedi a palavra e fiz uma colocação que parece bastante pertinente repetir:

- Concordo em boa parte com as colocações de nosso diretor, mas ele nos faz parecer que o conhecimento de harmonia de uma escola de samba é uma vasta enciclopédia de alguns volumes. Mas não é essa a minha impressão. A meu ver harmonia de uma escola de samba pode ser explicada numa simples folha de papel e com letras graúdas e que pode ser sintetizada em duas simples palavras: BOM SENSO. É claro que alguns diretores e para ser sincero a grande maioria não gostou muito desse meu conceito. Olharam-se e me olharam com aquele ar de quem pensa: Esses diretores de carnaval pensam que sabem tudo e que são os donos da cocada preta...  

Com sinceridade: A meu ver Harmonia é antes de tudo BOM SENSO.

Na primeira matéria de nosso colunista Walter Nicolau, ele colocou sua preocupação com essa confusão entre direção de harmonia e direção de evolução e inclusive propôs a separação das duas direções. Pessoalmente não vejo necessidade nesse aumento de funções numa escola de samba. Considero que todo diretor de harmonia precisa ser diretor de evolução e todo diretor de evolução precisa ser diretor de harmonia. Para mim, as duas funções convivem sem maiores preocupações.

Relembremos o que é pedido nos parâmetros do quesito harmonia.

1 - a perfeita igualdade do canto do Samba-Enredo, pelos componentes da Escola, em consonância com o "Puxador" (Cantor Intérprete do Samba) e a manutenção de sua tonalidade;

Com o volume de som da avenida sabemos que esse primeiro ítem tornou-se obsoleto, não há como acontecer o atravessamento do samba, como acontecia antigamente e ainda acontece frequentemente nos ensaios técnicos, onde o som não é uniformizado por toda a avenida. E quanto a tonalidade isso é um problema do carro de som e sua harmonia musical. Pode ser que um dos diretores de harmonia participe desse entrosamento, mas essa não é função principal do conjunto dos "harmonias" de uma escola.

2 - o canto do Samba-Enredo, pela totalidade da Escola

Aqui sim a direção de harmonia é fundamental. Cabe a ela exigir o canto de todos os componentes de uma agremiação. É esse canto da escola que ditará a excelência da harmonia, imaginando-se que a harmonia do carro de som esteja perfeita, pois é de lá e somente de lá que sai a qualidade do canto de uma escola de samba. E o que o diretor deve fazer é exigir o canto com alegria e descontração e passando para o componente esse seu cantar e sua alegria. Essa coisa de diretor de harmonia de cara amarrada e com jeitão de capataz de ala já se foi há muito tempo. Ele precisa transmitir a todo o corpo da escola alegria, descontração e externar sua felicidade de estar desfilando.

3 - a harmonia do samba.

E novamente temos a harmonia musical gerada no carro de som como fundamental nesse sub-ítem.

Relembremos o que é pedido nos parâmetros do quesito evolução.

Evolução, em desfile de Escola de Samba, é a progressão da dança de acordo com o ritmo do Samba que está sendo executado e com a cadência da Bateria.

1 - a fluência da apresentação penalizando, portanto, a ocorrência de correrias e de retrocesso e/ou retorno de Alas, Destaques e/ou Alegorias;

2 - a espontaneidade, a criatividade, a empolgação e a vibração dos desfilantes;

3 - a coesão do desfile, isto é, a manutenção de espaçamento o mais uniforme possível entre Alas e Alegorias, penalizando, portanto, a abertura de claros (buracos) e a embolação de Alas e/ou Grupos (ex: uma Ala penetrando na outra).

E agora nossa direção de harmonia se fantasiará de direção de evolução e irá evitar um maior espaçamento entre alas e alegorias. E aí as direções de harmonia são fundamentais. O comando de carnaval e ou harmonia não pode estar em todos os locais da avenida e cabe ao diretor de harmonia setorizado preservar um correto distanciamento entre as partes de um desfile. As alas não podem vir muito juntas pois representam momentos distintos do enredo, mas não podem estar muito separadas quebrando o conjunto da escola e é aí que entra o BOM SENSO de se dar um espaçamento exato. 

Um erro que ainda percebemos é de diretores de harmonia desfilando à frente da ala e voltados de costas para a ala seguinte. Ele segura a ala e permite o distanciamento da ala seguinte. O melhor local para o desfile de um diretor de harmonia é na lateral direita das alas, no lado dos setores pares da Sapucaí, assim, ele não atrapalha os assistentes das frisas que pagaram caro por aquela localização.

O segundo item do quesito evolução fala da espontaneidade, da criatividade, da empolgação e da vibração dos desfilantes. Será espontâneo e criativo um componente desfilar preso a uma fila e uma coluna? Será espontâneo e criativo um componente estar preso a uma predeterminada coreografia?

E normalmente são coreografias simplórias, parecendo apresentação de alunos do ensino fundamental. E aí deve entrar o BOM SENSO das direções de harmonia evitando os componentes enfileirados como numa parada militar. O BOM SENSO de não ficar nas laterais de uma ala coordenando filas e colunas certinhas. O que as direções de harmonia-evolução precisam entender é que a grande função deles é exigir o canto alegre, criativo e espontâneo de seus componentes. É evitar uma maior espaçamento entre as partes de um desfile. É desfilar com alegria transmitindo a cada um dos componentes de uma escola o prazer de estar ali cantando e evoluindo alegremente. 

E sem querer me alongar mais, reafirmo: Harmonia é antes de tudo BOM SENSO.

Procurei dar uma visão mais geral do que me parece ser direção de harmonia, mas deixo claro que alguns setores da escola, como bateria, casais de mestre-sala e porta-bandeira, comissões de frente, ala de crianças e baianas, e ala de passistas têm vida e harmonia própria e diferem um pouco do que aqui coloquei.

E para finalizar deixo aos amigos um desafio: Um grande espaço, digamos de 50 metros, entre uma alegoria e a ala seguinte deve ser penalizado em harmonia ou em evolução? 

Um abraço
Luiz Fernando Reis


Comentários
  • Avatar
    26/05/2009 17:35:24jorge lopesMembro SRZD desde 30/04/2009

    Luiz, eu, sim, é que tive um grande prazer em te conhecer, pessoalmente. Já admirava o seu trabalho desde 1982. Aquele enredo, aquele samba, aquele desfile, aquela comissão de frente e no acesso A, sem exagero, é tudo que um carioca, suburbano, folião, carnavalesco, um dia gostaria de ver. A beleza da simplicidade embebeda qualquer ser humano. Tivemos alguns desfiles que marcaram o nosso maravilhoso Carnaval Carioca. O seu, sem dúvida, foi um deles. Aguardo o seu texto, já prometido, sobre ele. Quanto ao Sambanet, está se tornando uma obrigação do sambista a ida a esta premiação. Pois é a hora que podemos, numa mesma quadra, além de aplaudir os premiados, conversar com sambistas de outras escolas da cidade do Rio de Janeiro, de bairros tão distantes, e até de cidades do grande Rio. Aguardo a resposta certa. Um abraço.

  • Avatar
    26/05/2009 01:55:57Luiz Fernando ReisMembro SRZD desde 24/04/2009

    Ao pé da letra e seguindo o regulamento ainda não tivemos uma resposta totalmente correta. Um abraço Luiz Fernando

  • Avatar
    26/05/2009 01:51:03Luiz Fernando ReisMembro SRZD desde 24/04/2009

    Respondendo ao companheiro Jorge Lopes Inicialmente gostaria de agradecer sua presença na festa do Sambanet e foi um prazer te conhecer. Essa figura de diretor de harmonia calado, sem cantar e evoluir ainda existe e muito. Os dois buracos citados são os chamados buracos técnicos e não devem ser penalizados. Um abraço Luiz Fernando

  • Avatar
    25/05/2009 22:46:46pedro harmoniaMembro SRZD desde 30/04/2009

    em certo ponto vc tem rasão.a harmonia de uma escola depende muito do cronograma de desfile que o carnavalesco passa para o diretor geral de harmonia,para q seus harmonia desemvolvam na avenida. sobre o carro, o erro é na evolução.

  • Avatar
    24/05/2009 12:54:39Eduardo PedreiraMembro SRZD desde 12/04/2009

    Com todo o respeito ao senhor Luiz Aranha, tudo no mundo se evolui e os senhores Xagô da Mangueira, Fuleiro e outros foram ótimos em seu tempo, nos dias de hoje existem sim diretores de harmonia pouco mais existem e o maior exemplo e o Laila se os presidentes quiserem procurar vão descobrir dentro de suas escolas as pessoas certa para essa função. E concordo também com o senhor Geraldo dos Santos o Diretor Geral de Hamonia tem que conhecer musica (harmonia musical, divizão ritmica, tonalidade musical etc..

  • Avatar
    23/05/2009 13:11:08Luiz AranhaMembro SRZD desde 13/04/2009

    Eu nem li o texto, até porque, não existem mais diretores de harmonia. Deveriam mudar a denominação para "arrumadores de ala”, "operadores de walkie-talkie" ou "operadores de cronometro". Aquele trabalho intuitivo, que mestre fuleiro, Xangô, e outros poucos faziam, de ir até a bateria e o carro de som, apanhar o andamento e a tonalidade do samba e repassar para toda a escola, já não se faz necessário com a tecnologia atual do som da avenida. Quem disser atualmente que é diretor de harmonia, nunca viu um mestre como os citados acima atuando. Eu vi... Graças a Deus.

  • Avatar
    22/05/2009 23:35:27Geraldo dos SantosMembro SRZD desde 12/04/2009

    Meus parabens Luiz Fernando por essa matéria polêmica e toda a matéria polêmica tem conteúdo e também pela sua humildade já de cara dizendo que não é especialista em hamonia. Dito isso vamos aos fatos, no meu entender a harmonia de uma escola de samba e o entrosamento entre o canto o ritmo e a dança, existe o Diretor Geral de Hamonia e seus Hamonias auxiliares que são tão importante como o Geral para que a engrenagem de uma escola de Samba funcione com perfeição, só que o Diretor Geral tem obrigação de conhecer música e muito bem tanto em melodia como em ritmo, êle tem que saber quando o cantor esta desafinando, quando o ritmo esta atravessado entre o cantor e a bateria, o que já aconteceu diversas vezes na avenida, porque a maioria dos Diretores Gerais são completamente leigos em materia de música. ( em determinada ocasião numa escola de samba de ponta o cantor conseguia fazer o impossivel, baixar o tom do samba no decorrer do canto, o compositor do samba falou com o Diretor Geral que ainda não havia atinado para o problema, tendo o aval do Diretor o compositor corrigiu o problema junto ao cantor nos ensaios, só que na Avenida o cantor se empolgou com o público e repitiu o erro e a sua escola ficou em décimo terceiro lugar). Isso e só um exemplo existe outros casos mais graves. Há em tempo esse cantor ainda tentou jogar a culpa no cavaco e violão por isso foi demetido da Escola. Por tudo isso e funçao de Diretor Geral e muito mais complexa do que muito imaginam.

  • Avatar
    22/05/2009 22:24:21RafaelMembro SRZD desde 16/05/2009

    A manutenção do espaçamento é fundamental para o quesito Evolução, ou seja, um grande "clarao" deve ser penalizado toda vez que ocorrer. Já observando que se a ala que "dormiu" e deixou o espaço acontecer, se preocupar demais e acelerar muito para corrigir o erro, ela pode parar de cantar o samba. Nessa visao, se a ala parar de cantar durante este reposicionamento deve perder pontos também em Harmonia, além de ja ter perdido em Evolução.

  • Avatar
    22/05/2009 22:10:39pedro da silva teixeira netoMembro SRZD desde 14/05/2009

    Bravo! Disse tudo amigo. Com relação à penalização, aponto para os responsáveis pela evolução.

  • Avatar
    22/05/2009 21:46:24LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    Ainda em tempo Edu, no ano de 1998, se não me falha a memória, tivemos lá no Salgueiro, uma reunião com o grande Fernando Pamplona. Ele é fantastico, e nos provou, o que você afirma sobre o quesito Harmonia. Pra que diretor de Harmonia, se a tempos, temos um som estrondoso na Avenida. Deveriamos sim, ter um Diretor de Evolução e seus auxiliares, para que a agremiação faça um desfile coeso, mais uniforme, e sem buracos. O Diretor de Harmonia da antiga, era o cara que vinha puxando a Escola, fazendo o componente cantar, as vezes até na porrada, e tinhamos até pouco tempo alguns assim. Os da atualidade, fazem cara feia, e gostam muito de xingar. Porque até hoje o canto ainda é julgado, e desta maneira......, não da para entender, abraços .

  • Avatar
    22/05/2009 21:15:04LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    Edu nesse ano de 2009 tivemos uma novidade por aqui, na Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso ( LESGA ), e eu até pensei que isso seria adotado pela Liesa, que foi o Conjunto Harmonico ( englobando Evolução e Harmonia ), sinceramente acho os dois bastante parecidos. E acabei por confundi-los, achando que era de São Paulo essa idéia. Mas já para o ano de 2010, os quesitos Harmonia e Evolução estarão de volta. Sinceramente não entendi o retrocesso, pensei que esse novo quesito ( Conjunto Harmônico ), fosse vingar, mas coisas do Brasil, seria bom demais ideias boas vingarem por aqui ! , abraços Edu.

  • Avatar
    22/05/2009 19:01:53josé carlos nettoMembro SRZD desde 22/05/2009

    Supimpa. É o mínimo que posso riscar, após ter saborerado esse excelente texto do amigo Luí Fernando Reis. O JCN tinha certeza de que o LFR é o grande carnavalesco. Todavia, ao ler o texto, sobre a Harmonia, não tenho dúvida: O LFR é também um profundo conhecedor desse decisivo quesito. Aliás, o BOM SENSO definido no texto será a marca registrada da nova Harmonia, que agora está sendo dirigida por este humilde JCN. Obrigado Luís Fernando. Seus esclarecimentos explicativos serão de suma valia nos métodos que serão empregados nessa nova Mangueira. Um forte abraço desse amigo e profundo admirador,José Carlos Netto

  • Avatar
    22/05/2009 18:31:48luiz carlos severo diniz (severo)Membro SRZD desde 18/05/2009

    Esse tipo de erro será penalizado pelo jurado do quesito Evolução, se ocorrer no campo visual do respectivo jurado, porém pode afetar a Harmonia e principalmente o Conjunto se houver corre/corre e outros embaraços, aí é que se deve aplicar o bom senso com intervenção discreta/competente do diretor responsável mais próximo, que deve motivar o setor atrasado a evoluir com maior desenvoltura, sem comprometer a Harmonia e até mesmo dispor dos meios disponíveis de comunicação para tentar segurar estrategicamente o setor que tiver adiantado, tudo na maior discrição possível, sem corre/corre, sem gritos e gestos desesperados que podem chamar a atenção dos jurados. Resumindo : como foi exposto pelo grande L. Fernando é preciso haver BOM SENSO acima de tudo,,,,,, já se foi o tempo dos sargentões na Harmonia e eu já fui um dêles, numa época em que os diretores conheciam todos os componentes da escola(numero pequeno ) e podiam se dirigir exatamente na pessoa que estava comprometendo, justificando os esporros, varadas e até empurrões ....... esse tempo já passou ,,,, mas tem muitos diretores que contiuam com essa prática ,,,,, esses diretores precisam de EVOLUÇÂO .

  • Avatar
    22/05/2009 18:12:44EduMembro SRZD desde 09/04/2009

    Valeu Luizinho, eu acho que depois da sonorização das passarelas de desfile o quesito harmonia na sua essencia ficou esvaziado, só que quem comanda o quesito evolução é um grupo de pessoas que continuamos a chamar de "harmonias" dai eu acho que vem parte da confusão, na verdade quem vai pra pista corrigir o buraco de 50 metros que é um problema de evolução é um cara que tem o cargo de "harmonia", fica realmente confuso. Em SP não existe o quesito conjunto, mas harmonia e evolução continuam existindo e são quesitos separados, julgados nos mesmos padrões do desfile do RJ. abração.

  • Avatar
    22/05/2009 17:46:44LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    Obrigado Edu, por me chamar a atenção. Realmente na hora da escrita, vacilei. É isso mesmo - Num desfile de Escola de Samba, Harmonia, é o perfeito entrosamento entre ritmo e canto ( e não, dança, como escrevi anteriormente ). Mas se alguem puder me esclarecer, o porque de tantos quesitos, se não parecidos, similares pelo menos, como Conjunto, Evolução, e Harmonia. E em São Paulo, isso tudo foi extinto, passando a vigorar um único quesito, que engloba tudo isso, obrigado Edu !!!

Comentar