SRZD


06/03/2009 14h36

Aborto de menina de 9 anos ganha repercussão internacional
Redação SRZD

O caso da menina de 9 anos que sofreu um aborto no Recife, na quarta-feira, ganhou destaque na imprensa internacional. Jornais e sites destacaram a decisão do arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, que disse que a mãe dela e os médicos foram excomungados após a interrupção da gravidez.

A rede inglesa "BBC" informou que o aborto é permitido no Brasil, nos casos de violência sexual e quando a vida da mãe corre risco. O texto afirma que os médicos disseram que a menina de 9 anos estava incluída nos dois casos. O americano "The New York Times" citou uma entrevista com a diretora do hospital onde foi realizado o aborto, Fatima Maia, que confirmou os riscos para a mãe. O "Daily Mail" lembra que o advogado da arquidiocese pernambucana, Márcio Miranda, afirma que "não matar" é uma lei de Deus. A publicação diz ainda que "há mais católicos no Brasil do que em qualquer outro país do mundo".


Comentários
  • Avatar
    19/03/2009 04:59:13Alex AzrakAnônimo

    Toda instituição quer ela publica,privada ou religiosa tem o direito de expulsar aqueles que descumpre suas regras(se fosse os medicos que ñ quizesem fazer o aborto por questões religiosas e tivessem sido expulso do conselho de medicina quem iria falar alguma coisa?)Como alguns já disseram o estado é laico ñ misturem as coisas, cada um com o seu direito. PEÇO QUE LEIAM COM SUAS BIBLIAS. Se a igreja catolica fosse certa deveria expulsar todo aquele que fosse fornicador,ladrões,adulteros etc. 1 Coríntios 6:18. 1 Coríntios 6:9.Romanos 1:24, 26, 27, 32.Hebreus 13:4. Todos deveriam examinar sua crença a luz da biblia. 2 Timóteo 3:16. 1 Timóteo 4:13, 15, 16.Atos 17:11.Hebreus 5:14.Efésios 3:18. Conceito da Biblia A vida — dádiva a ser prezada QUANDO Jeová Deus concedeu o privilégio da procriação à família humana, isso foi uma dádiva e tanto! Um lindo bebê chegaria para ser recebido nos braços acolhedores dum casal feliz que teria amor um pelo outro e estaria disposto a acalentar e cuidar desse pequenino produto de sua união conjugal. Só alegria estaria reservada para a família à medida que a vida da criança prosseguisse. Mas o pecado de Adão e Eva trouxe trágicas conseqüências para os bebês nascidos na raça humana. Por causa do pecado, nossa primeira mãe foi amaldiçoada para sofrer aflição e dor física ao dar à luz. E o ambiente pecaminoso em que a descendência do casal nasceu tornou a criação de filhos um tremendo desafio. Assim, no complexo mundo de hoje, não surpreende que a concepção duma criança muitas vezes resulte em tudo, menos em alegria. No entanto, o que pensa o Criador sobre a criança por nascer? Será que seu conceito mudou com as mutantes tendências da moralidade? Certamente não. Seu conceito e seu interesse pelas crianças por nascer permanece inalterado. As Escrituras deixam claro que dentro da mãe se desenvolve um ser humano indiv

  • Avatar
    16/03/2009 11:33:19Antonio SergioAnônimo

    Você está corretíssima Eliane de Paula, muitos atiram pedras e esquece dos erros, não estamos jugando, e sim vendo o pôrque de alguêm ir tão fundo a algo que foi decidido por pessoas capazes e não por mera decisão.

  • Avatar
    12/03/2009 10:54:41goretiAnônimo

    Eliane de Paula, vc esta equivocada, nao se esta julgando a Igreja e sim a atitude de uma mãe que aprova um aborto duplo no qual na minha visão é tbem causadora da situação, pois onde ela estava enquanto a 3 anos sua filha era abusada, é assim que devemos pensar e não acusar , olha que não sou católica e enxergo esses graves erros cometidos pela mãe , padrasto e juizes. Só comente se for somar positivamente senão abstenha comentários inuteis que favorecem a ignorancia e violência. Pense nisso.

  • Avatar
    12/03/2009 10:43:25roseAnônimo

    como uma mãe não percebe o abuso , em uma menina de 6 anos e outra deficiênte. Tava mais preocupada em não ficar sem o parceiro irresponsável.

  • Avatar
    12/03/2009 09:37:09Antonio SergioAnônimo

    Sou totalmente contra o aborto, porém havia nesse caso risco de vida para a menina. Penso que se houve um estupro e a pessoa engravidou, deveria ter o filho e da-lo para doação caso não queira, mas não mata-lo, isto que nos diferencia dos animais.Quanto a Igreja, não faz tanto efeito assim a excomugação eles se acham quem? Mataram milhares na "Santa Inquisição", não vejo moral a estes senhores para achar todo esse podre poder, deviam e escomugar a si mesmo por tais atos que cometeram. Sou católico mas leio e não devo concordar com tudo.

  • Avatar
    11/03/2009 09:13:29HaddammannAnônimo

    Ponderação: É imprescindível que o homem possa conceber, neste momento, que é a única espécie com potencial para destruir completamente a si mesma; pois tem noção de quase todas as estratégias predadoras e de aniquilamento de outras espécies. Há que se saber que podemos estar ou ter estado sob um própria prerrogativa da Natureza em contenção de domínios extravagantes e nocivos em demasia ao Eco-Sistema (pois a Natureza é maravilhosamente estruturada com dispositivos de compensação, chamados Feedbacks). Assim, cabe-nos comportar em nós a educação apurada sobre equilíbrio geo-espacial que nos faça aquiescer à prontidão de ações reparatórias individuais e sociais (como recolocação de conceitos e reestruturamento de instituições), determinando-nos com atitudes altruístas que reponham-nos como dignos da fina textura de solo de que dependemos. O fio da Vida é tênue, os cliques de desastres são somados consecutivamente como num desenho de bordadeira; o expert, o sábio, o estudioso, assim que vêem e passam a mão pelo bordado notam pontos, nódulos, que encaminharam o torto, o desarranjo, do bordado. Hoje temos pela Sociologia e demais outras magníficas ciências recursos essenciais para estabelecimento de contextos sociais satisfatórios e promissores. Mesmo que tradições ressequidas e estagnadas arrumem-se para perpetuar seu inevitável declínio, não podem impingir à toda a Humanidade um desastre sociológico na nossa continuação (subvertendo nosso direito e supra-anseio de preservação), por prenderem-se em vaidade, oportunismo, arrogância e preguiça, que defeituosamente vemos em grupos que se amontoam em comodismo parasitador da nossa espécie; levando-nos a pagar um preço impensável por insistirmos em não ver e não agir para conseguirmos ultrapassar desta definitiva vez essa fase crítica de estado de consciência em nossa Civilização. Quantos são os que podem, sabem, querem, e procuram ler artigos, livros,

  • Avatar
    09/03/2009 15:50:16eliane de paulaAnônimo

    A IGREJA CATÓLICA tem mais é que se preocupar as crianças e adolescentes que sofrem abusos sexuais por parte dos pedofilos, dos que se dizem padres, esses sim devem ser excomungados e os estupradores em geral, não uma mãe e uma equipe de médicos que tomaram uma decisão certa.

  • Avatar
    09/03/2009 15:20:48KêniaAnônimo

    A Igreja Católica sempre vai ser a favor da vida. As duas crianças que morreram não têm culpa da violência sofrida. Não se resolve violência com mais violência. O trauma do abordo e as complicações que ele pode causar a menina é muito maior que os riscos de uma cesária precoce a fim de salvar as três vida. Há casos no Brasil e no mundo de outras meninas também de nove anos que deram a luz com sucesso. A medicina e a ciência têm que estar a favor da vida e não da morte. Esse é o posicionamento da Igreja Católica Apostólica Romana, ninguém é obrigado a concordar com ele, mas quem não concorda está em não-comunhão com o pensamento da Igreja, ou quem se dizia católico e não concorda mais com a doutrina, aquele que já concordou um dia, mas que por conveniencia deixou de concordar, este está em ex-comunhão, já comungou com o pensamento, atualmente não comunga mais. Isso é o significado de ex-comunhão, não tem nada a ver com pragas.

  • Avatar
    07/03/2009 14:32:15Rui dos Santos GarciaAnônimo

    Excomungar(o mesmo que espragejar, lançar praga) é fácil quando não se tem vinculo familiar ou seja não geramos filhos, não sentimos a dor da perda, a dor da vergonha que esta menina vai levar para o resto da vida. D. José deveria sim excomungar o padrasto e não a mãe e os médicos, mas talvez ele não o tenha feito porque assim abriria precedente para que os PADRES PEDÓFILOS também sejam excomungados e isso não seria bom para a Igreja Católica

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.