SRZD


12/12/2008 00h52

Quanto custa o seu cabelo?
Anna Luiza Guimarães

Fotos: Anna Luiza Guimarães

Quanto custa o seu cabelo? Não sabe? Pois se você tem fios longos e bem tratados, prepare-se: um caça-cabelos pode lhe fazer uma proposta a qualquer momento!

O engenheiro Fernando Colagrossi, 62 anos, que há 40 fundou uma das lojas mais antigas de Copacabana, a Peruca's Lady, tem diversos deles espalhados pelo país. "Os caça-cabelos vão atrás de cabelos longos e, de preferência, "virgens". Sem muita química", explica. Segundo Fernando, os olheiros dos fios podem oferecer até R$400 por um bom cabelo. "Os lisos valem mais", diz.

A idéia de trabalhar com perucas veio em 1968, quando o engenheiro foi morar em Belém com a mulher, Aparecida Colagrossi, a trabalho. Aparecida conheceu um cabeleireiro que fazia perucas de cabelos naturais. Encantada com o trabalho, ela começou a vender perucas para as amigas. Os pedidos cresceram e, quando o casal voltou para o Rio, abriu a primeira loja na Rua Xavier da Silveira, em Copacabana.

"Em Belém, existe uma tradição regional, em que muitas mulheres doam seus cabelos para Nossa Senhora de Fátima em troca de graças. Os padres acabam vendendo. Mas as fiéis da santa sabem disso. Elas não são enganadas. Os cabelos funcionam como um donativo, para quem não pode dar dinheiro", contou Fernando.

A Peruca's Lady fez sucesso e nos tempos de ouro da peruca, Fernando chegou a abrir seis filiais no Rio. "Hoje, são apenas duas. No Centro e em Copacabana. O negócio das perucas mudou muito. Me lembro do tempo que usar peruca era status. Hoje, quem usa, tem vergonha", conta Fernando, que é bastante discreto quanto aos nomes de suas clientes. "Nós já tivemos dezenas de clientes famosas, mas hoje é vergonha usar peruca, por isso prefiro não revelar os nomes".

Ele lamenta que hoje o perfil de suas clientes seja, na maioria, mulheres que passam por processo de quimioterapia devido ao câncer. "Ainda tem o pessoal do teatro, que também nos procura".

O peruqueiro costuma receber cartas de pessoas do interior do estado, na maioria crianças, doentes pedindo doação. A coordenadora do Inca Voluntário, a médica Emília Rebelo, contou que a central de doações do Hospital do Câncer, na Praça da Cruz Vermelha, Zona Norte do Rio, onde passam cerca de três mil pacientes por dia, recebe cerca de 10 perucas por mês. "Em novembro, uma loja parceira doou 53 perucas ao hospital", comemorou Emília.

Segundo a médica, o hospital possui uma 'oficina de auto-estima', onde as pacientes não só escolhem as perucas que querem usar, como se maquiam e pintam as unhas. "Essa parte é essencial no tratamento do câncer, principalmente para as mulheres".

Emília lembra que as crianças também precisam de perucas e se divertem muito com elas. "Nós recebemos poucas doações de peruca de criança, que também são muito necessárias", lembrou.

A Peruca's Lady trabalha com cabelos naturais e, de uns anos para cá , quando a concorrência chegou com perucas de fios sintéticos mais baratos, passou a trabalhar com elas também. "Não abro mão de trabalhar com os cabelos naturais. É mais caro e trabalhoso, mas a qualidade do produto é melhor", garante Fernando.

Uma peruca natural deve levar os mesmos cuidados de um cabelo normal. Deve ser lavada e penteada com freqüência. Kátia Amorim, vendedora da Peruca's Lady há 30 anos, que o diga. Segundo ela, é necessário um cuidado diário. "Lavar e pentear são cuidados básicos", afirma.

A vendedora conta que para fazer uma peruca natural são usados diversos cabelos. "As pessoas pensam que a gente corta o cabelo de alguém e transforma em peruca. Não é nada disso. Nem sempre dá para aproveitar todos os fios de um cabelo só", explica Kátia, que também nos revela os preços dos produtos. "As sintéticas variam entre R$ 590 e R$ 1.500, já as naturais ficam entre R$ 2.400 a R$ 6.000".

Segundo Kátia, vender peruca é bem diferente que vender uma roupa. "É bem mais complicado. Preciso saber delinear um rosto, saber o que cai bem em cada um. As pessoas querem ficar o mais natural possível. Além disso, é preciso lidar com pessoas que enfrentam problemas sérios de saúde. É necessário sensibilidade", contou.

O carnaval costuma movimentar as vendas. "É uma época em que os apliques vendem bastante. O mercado das perucas é mais movimentado nessa época sim", revelou a vendedora.

Peruca para esconder o piolho

O historiador Milton Teixeira contou que as perucas vieram ao Brasil junto com a família real, em 1808. Mas em 1815, quando foi assinada a declaração de paz com a França, as modistas e peruqueiros franceses chegaram ao país e ficaram instalados na Rua do Ouvidor, no Centro.

"Na época colonial, a peruca era usada para esconder as lêndeas e caspas, já que não existiam produtos para manter a higiene com os cabelos", revelou o historiador.

Milton contou também que as perucas brancas eram sinal de respeitabilidade. Por isso, eram usadas por membros do judiciário, como ainda acontece na Inglaterra. "É isso mesmo! Em pleno 2008, as perucas brancas ainda são usadas pelo judiciário em alguns lugares da Inglaterra".

O mercado negro das perucas

A estudante Vivane Frotiz, de 23 anos, resolveu cortar os longos cabelos loiros naturais no verão de 2007. O cabeleireiro sugeriu que Viviane vendesse o cabelo e disse que, para isso, ela precisaria pagar R$ 100 pelo processo de transformar os fios louros em peruca. "Segundo ele, o retorno podia ser de até R$ 1000. Fiquei impressionada e topei. Afinal, aquele cabelo ia pro lixo né?".

Uma semana depois, prazo combinado pelo cabeleireiro para a entrega da peruca, Vivian foi procurá-lo no salão de beleza e o funcionário não trabalhava mais lá. "O pessoal do salão me passou o telefone dele e eu liguei. Ele chegou a me atender por três vezes nas semanas seguintes e me enrolava. Mas depois, sumiu de vez", contou a estudante, que perdeu os R$ 100 e os cabelos.

No caso da vendedora Mirna Marcretti, 22 anos, o roubo foi mais agressivo. Em janeiro de 2007, Mirna estava no ônibus da linha 928 (Marechal Hermes - Ramos), voltando do trabalho, foi abordada por três bandidos que levaram a sua bolsa e... o seu cabelo.

Na época, Mirna contou que os bandidos fizeram um rabo de cavalo e cortara suas madeixas, que iam até a cintura, bem rente ao couro cabeludo. O caso foi registrado como roubo e lesão corporal na 22ª DP (Penha).


Comentários
  • Avatar
    17/04/2014 15:25:12SIRLEY FERNANDES FERREIRAAnônimo

    oi, estou vendendo o cabelo de minha filha de 6 anos, castanho médio, natural, liso, aproximadamente 50 cm. Sabe me informar quanto vale?

  • Avatar
    16/04/2014 21:24:05robertaAnônimo

    Oi minha filha quer cortar o cabelo dela tem 40cm e liso,virgem,VC compra por quanto tenho urgência

  • Avatar
    07/04/2014 21:27:29caroline freiresAnônimo

    ola quero vender o meu cabelo com urgencia ele é loiro medio e liso e tambem virgem tem mais ou menos uns 50 cm .Por favor me ajudem dizem que ele vale muito

  • Avatar
    07/04/2014 13:34:43marcellyAnônimo

    queria saber se vocês compram meus 3 cabelos de 50cm castanho medio com pontas castanho claro liso, 55cm castanho medio liso e virgem, 60cm castanho medio liso, virgem e pontas cacheadas ?? (por favor responder ainda hoje.)

  • Avatar
    06/04/2014 11:42:46sarahAnônimo

    Compro cabelo loiro claro virgem. Pagamento a vista e justo. sarahlenzi@gmail.com

  • Avatar
    22/03/2014 10:17:25Bruno EdsonAnônimo

    Minha Filha tem cabelos abaixo da cintura, é virgem e nunca levou química, vamos cortar vocês compram?

  • Avatar
    25/01/2014 10:04:09silviana de laraAnônimo

    Oii eu queria saber quanto vale meu cabelo , ele tem uns 50 cm , é bem liso , natural, de cor castanho- médio, todo mundo diz que meu cabelo vale muito. Por favor me responda rápido, obrigada .

  • Avatar
    17/01/2014 00:19:05saraAnônimo

    meu cabelo tem 67 cm, liso com cachos nas pontas, castanho escuro, virgem... quero vende 40 cm dele

  • Avatar
    04/01/2014 16:11:32wilmaAnônimo

    olá gostaria de vender meu cabelo,moro em sao paulo meu cabelo é ondulado e mede uns 50 cm de comprimento quero saber onde posso vende-lo

  • Avatar
    12/12/2013 11:18:55AmandaAnônimo

    Quero vender meu cabelo, moro em goiania. Meu cabelo é preto, liso, tem 40 cm e bem hidratado. e-mail: amandares_@hotmail.com.

  • Avatar
    12/12/2013 11:17:21AMANDAAnônimo

    Quero vender meu cabelo, moro em goiania. Meu cabelo é preto, liso, tem 40 cm e bem hidratado. e-mail: amandares_@hotmail.com.

  • Avatar
    09/12/2013 19:01:50NaiaraAnônimo

    Estou vendendo meu cabelo, é virgem, a cor é castanhos claros com mechas loiras naturais, o tamanho a ser cortado seria em torno de 40 cm. Quanto vale e onde encontro compradores?

  • Avatar
    04/12/2013 11:39:15Lidiane FontesAnônimo

    quero vender meu cabelo é enorme cor meio loiro acobreado virgem,muito volumoso,ondulado,cabelo tipo juba de leoa!!Preço a combinar.

  • Avatar
    22/10/2013 15:50:02Rosane coutinhoAnônimo

    Quero vender meu cabelo,mede 50cm ,castanho escuro,virgem sem tinturas,pois bem bonito e bem cuidado.Interessados entre em contato. obrigada

  • Avatar
    16/10/2013 21:24:26RafaelaAnônimo

    Boa noite. Gostaria de vender meu cabelo. Descriminação: -Loira natural(nunca pintei) -45 cm

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.