SRZD


21/03/2014 13h05

Rio: bolas flutuantes são a nova sensação da Lagoa
Gustavo Ribeiro

Cariocas e turistas ganharam mais uma opção de lazer, que estreou no Carnaval e vem chamando a atenção na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul. Quem observa de longe não imagina que aquelas grandes bolas de futebol são barcos elétricos que proporcionam prazerosos passeios em grupo - com capacidade para acomodar até sete pessoas -, e têm em seu interior TV's de LED, Internet Wi-Fi e som digital.

FloatBalls da Lagoa. Foto: Divulgação

Idealizado com uma visão sustentável, o projeto pertence ao ex-jogador do Fluminense Deco e ao empresário Giovanni Luigi. As bolas flutuantes fazem frente aos tradicionais pedalinhos da Lagoa e ganham vantagem por oferecerem um preço mais vantajoso. Enquanto um passeio de pedalinho custa R$ 40 por 30 minutos, é possível aproveitar o conforto das FloatBalls por R$ 20 em uma volta de 20 minutos. Giovanni Luigi, um dos sócios do projeto. Foto: Guilherme Taboada/ DivulgaçãoCrianças de até 10 anos e adultos com mais de 60 anos pagam metade do valor. Os barcos são comandados por marinheiros formados e certificados pelo Projeto Grael. A novidade recebeu mais de 1500 visitantes na primeira semana de funcionamento.

"O preço do passeio foi pensado para que todos os públicos (de diferentes classes sociais) pudessem aproveitar e desfrutar dessa novidade. É importante deixar claro que o nosso objetivo não é gerar uma 'concorrência' com os pedalinhos, e sim proporcionar para os cariocas e turistas mais uma opção de passeio e atração turística na cidade. E o mais importante: operamos com motores elétricos, ecologicamente corretos para este tipo de operação, sem utilização de combustível fóssil, sem poluição sonora, proporcionando um custo operacional baixo", disse o empresário ao SRZD.

As FloatBalls não poluem, não produzem barulho e foram inspiradas nos táxis em formato de bola lançados para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, que permaneceram em operação na Cidade do Cabo após o mundial. À noite, as FloatBalls ficam iluminadas, e, em contraste com o mar escuro, embelezam ainda mais um dos principais cartões postais da cidade.

FloatBalls à noite. Foto: Divulgação

"Baseado em um projeto socioambiental, através de uma academia de construtores de barcos feitos por adolescentes surdos e mudos, um belo projeto social daquele país, resolvi trazer a ideia e o conceito para o Brasil. Aqui, resolvemos fazer algumas adaptações e transformar a FloatBall em um equipamento de turismo, unindo tecnologia, sustentabilidade e a temática do futebol", contou Giovanni.

Leandro Matos e Maria Clara. Foto: DivulgaçãoAlém de passeios turísticos, a FloatBall contempla outras atividades, como projetos
sociais com aulas de bordo sobre educação ambiental, informações turísticas e culturais de cada cidade, bem como curiosidades sobre a Copa do Mundo no Brasil.

O empresário Leandro Matos levou a família para conhecer e se surpreendeu. "O passeio é maravilhoso e diverte toda família. Vale muito a pena. Foi uma experiência fantástica. Nunca tinha visto a Lagoa em 360º", afirmou.

A FloatBall funciona no Complexo Lagoon de segunda a sexta-feira, das 18h às 22h. No fim de semana e em feriados, o funcionamento vai das 10h às 22h.

FloatBalls em outras cidades da Copa

Quatro barcos, importados da África do Sul, já chegaram ao Brasil e mais quatro estão prontos para embarque. A empresa pretende colocar 40 bolas em funcionamento no país e, para isso, firmou um acordo com um estaleiro nacional para fabricar as FloatBalls no Rio de Janeiro. Elas serão levadas para outras cidades-sede da Copa como Minas Gerais, Brasília, Salvador e São Paulo e permanecerão como legado desses locais após o mundial.

"A FloatBall atrai a atenção de todos, principalmente da criançada, por ser uma novidade. Afinal, um barco elétrico em forma de bola de futebol não é muito comum. As crianças adoram, ainda mais quando o passeio é feito com emoção. Quando os marinheiros resolvem fazer o famoso giro em 360º", relatou Giovanni. 

Foto: Divulgação



Comentários
  • Avatar
    21/07/2014 17:53:19Inez andradeAnônimo

    Achei muito interessante, tenho um restaurante na beira da praia no sul da bahia,e gostarianfazer com vcs uma parceria, bom espero um retorno casontenha interesse obrigada

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.