SRZD


07/01/2014 09h15

Livro 'As titias da folia' conta a história de quatros escolas de samba do Rio
Redação SRZD

Livro 'As Titias da Folia' Foto: DivulgaçãoNo dia 04 de fevereiro, terça-feira, a partir de 19 horas, será lançado no Bar Ernesto, na Lapa (RJ), o livro As Titias da Folia - O brilho maduro de escolas de samba de alta idade (Editora NovaTerra). A obra conta em 40 textos as histórias de quatro vitoriosas agremiações do carnaval do Rio: Estácio de Sá, Unidos da Tijuca, Unidos de Vila Isabel (atual campeã) e Unidos de Viradouro. Os autores são o jornalista Fábio Fabato, os historiadores Luiz Antonio Simas e Vinícius Natal, e os pesquisadores Julio Cesar Farias e Marcelo Camões. A noite de autógrafos terá a presença de figuras marcantes das quatro bandeiras homenageadas e muito samba.

Mas por que "titias"? Simples: as quatro agremiações só atingiram o protagonismo na folia carioca depois de já ostentarem, digamos, algumas ruguinhas e muitos quilômetros rodados por diferentes passarelas. Ao todo, são oito campeonatos na elite. Os apressadinhos logo questionarão: ué, mas a Unidos da Tijuca não foi campeã em 1936? Sim, é verdade. Mas também é fato que somente foi dar as cartas no carnaval a partir de 2004, com chegada do revolucionário Paulo Barros, quase 70 anos depois daquele primeiro caneco. Barros, aliás, é o único carnavalesco que atuou nas quatro escolas de samba retratadas na obra.

O livro é a continuação de uma série que se iniciou com As Três Irmãs: como um trio de penetras "arrombou a festa", a carnavalização da ascensão de Beija-Flor de Nilópolis, Imperatriz Leopoldinense e Mocidade Independente de Padre Miguel no cenário das grandes escolas. Esta obra tem autoria também de Fábio Fabato, acompanhado do pesquisador Alexandre Medeiros e do jornalista Alan Diniz.

O prefácio de "As Titias da Folia" é assinado por Fernando Pamplona, considerado o pai do carnaval contemporâneo, líder da geração de carnavalescos que marcou os desfiles a partir dos anos de 1960. Este foi o último texto do artista, que faleceu no último mês de setembro. O posfácio é do carnavalesco e figurinista Chico Spinosa, campeão pela Estácio de Sá em 1992.

Na capa, as "titias" são representadas por desenhos inspirados em personagens importantes das escolas, como Dercy Gonçalves (enredo da Viradouro em 1991). Todas as ilustrações do livro são de autoria do professor e artista plástico Leonardo Bora.

Cada autor se dedicou a uma única bandeira: Fábio Fabato e Luiz Antonio Simas dividiram as histórias e personagens da Estácio de Sá, Julio Cesar Farias - diretor cultural da Unidos da Tijuca -, se debruçou sobre a trajetória da escola do Borel, Marcelo Camões (que já foi diretor cultural da Viradouro) relatou os causos e curiosidades da vermelho e branco de Niterói, e Vinícius Natal cuidou das memórias da Vila Isabel, escola que luta pelo bicampeonato em 2014.

Serviço:

As Titias da Folia - O brilho maduro de escolas de samba de alta idade (Editora NovaTerra)

Fábio Fabato
Julio Cesar Farias
Luiz Antonio Simas
Marcelo Camões
Vinicius Natal

Lançamento: 04 de fevereiro (terça-feira)

Bar Ernesto
Largo da Lapa 41 - Lapa - RJ (ao lado da Sala Cecília Meireles)
Tel (21) 2509 6455

Horário: 19 horas



Comentários
Comentar