SRZD


13/06/2013 16h59

Homem é encontrado vivo após 60 horas no fundo do mar
Redação SRZD

Navio antes de naufrágio e Harrison Okene. Foto: Reprodução de Internet

Harrison Okene, de 29 anos, foi encontrado com vida mais de 60 horas após um naufrágio que o colocou a uma profundidade de 30 metros do nível do mar, a 30 quilômetros da costa da Nigéria, no dia 26 de maio. Okene se salvou graças a uma bolha de ar que se formou no banheiro onde estava. As outras 11 pessoas que estavam a bordo morreram.

"Eu estava lá na água em total escuridão e tinha certeza de que era o fim. Fiquei pensando que a água ia encher a sala, mas isso não aconteceu", conta o sobrevivente, acrescentando que partes da sua pele descascavam após dias de imersão na água salgada. "Eu estava com muita fome, mas, principalmente, com muita sede. A água salgada tirou a pele da minha boca", completa.

"Eu podia perceber que os corpos da minha tripulação estavam nas proximidades. E eu podia sentir o cheiro deles. Vieram os peixes e começaram a comer os corpos. Eu podia ouvir o som. Foi um horror", diz Okene.

Na tarde do dia 28 de maio, o rapaz ouviu um martelo batendo no navio. "Nadei para baixo e encontrei um dispensador de água. Puxei o filtro de água e martelei o lado do navio esperando que alguém me ouvisse. Então, o mergulhador me ouviu", conclui.

Leia mais:

- Um naufrágio, uma bolha de ar... e um homem é socorrido 60 horas depois



Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.