SRZD


05/02/2013 14h08

Rio: Defensoria investiga fraude em concurso para residência médica
Redação SRZD

Foto: DivulgaçãoA Defensoria Pública investiga uma suposta fraude em um concurso do Ministério da Saúde para residência médica no Rio de Janeiro. Foi notado que 22 candidatos obtiveram nota máxima em quatro das cinco provas objetivas. A maioria deles é da mesma cidade em Minas Gerais.

O defensor público da União, Daniel Macedo, diz que há fortes indícios de que alguns candidatos tiveram acesso prévio aos gabaritos ou às provas. Segundo ele, a nota é muito discrepante e foge do padrão das obtidas pelos demais candidatos. Foi feito o pedido de abertura do inquérito na Polícia Federal.

O concurso realizado em dezembro do ano passado é para 470 vagas em hospitais do Rio de Janeiro (federais, estaduais e privados que têm convênio com o Ministério da Saúde). A residência médica é um curso de pós-graduação no qual o médico se especializa em determinada área.

Leia também:

-Avó acusa funcionário de farmácia no Rio de racismo contra neto de 11 anos


Veja mais sobre:MedicinaFraude

Comentários
  • Avatar
    05/02/2013 21:31:31Antonio Carlos Rodrigues dos SantosAnônimo

    A maioria dos hospitais promovem esse concurso, cobram dos candidatos mas colocam os apadrinhados, amigos e toda a sorte de falcatruas. Há vazamentos do gabarito; há cursinhos cujo os professores são dos hospitais e dão no último simulado do cursinho as questões que vão cair no concurso. É preciso que a Polícia Federal, o Ministério da Educação, a Presidência da República e quem mais gostar realmente desse país fazer uma devassa. Todo hospital que recebesse verba pública ou tivesse convênio com o SUS deveria colocar as suas vagas de residência médica a disposição do concurso promovido pelo SUS. Precisamos por ordem nessa nação.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.