SRZD


10/10/2012 12h41

Idosa morre após ter sopa injetada na veia no interior do Rio
Redação SRZD

Foto: Reprodução de InternetUma idosa de 88 anos morreu após uma funcionária injetar sopa em sua veia. Ilda Vitor Maciel, estava internada desde o dia 27 de setembro na Santa Casa de Barra Mansa, no interior do Rio de Janeiro, devido a um acidente vascular encefálico, que paralisou metade de seu corpo.

De acordo com os filhos de Ilda, ela vinha se recuperando bem e apresentava sinais de melhora. "Conversei com ela no domingo, ela entendia o que eu falava com ela. Dei minha mão na mão dela e ela apertava com uma força danada".

A idosa morreu 12 horas após ter tido a sopa injetada em sua veia, apesar de ter sido medicada. Sua filha afirma que ela começou a se debater depois que o alimento entrou em seu corpo. "Quando injetou na veia, minha mãe pegou e começou a se bater, colocou a língua para fora e começou a se bater". A direção do hospital reconheceu o erro da funcionária mas acredita que isso não tenha causado sua morte.

Na ficha de informação, assinada por uma médica da Santa Casa, a provável causa da morte é a de embolia pulmonar. Porém, na declaração de óbito do Instituto Médico legal (IML) de Volta Redonda, consta causa indeterminada.

Leia também:

- Guarda Municipal entra em conflito com banhistas na praia de Ipanema



Comentários
  • Avatar
    12/10/2012 11:54:36JANAINAMembro SRZD desde 11/01/2010

    E pobre tem direito a laudo? causa indeterminada é dose!!

  • Avatar
    12/10/2012 02:25:38nidia jussaraAnônimo

    IML É PARA QUE?

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.