SRZD


26/05/2012 21h02

Leia a sinopse da Portela para o Carnaval 2013
Redação SRZD

A Portela divulgou a sinopse para o Carnaval 2013, quando vai levar para a Sapucaí a história do bairro de Madureira, além da comemoração dos 90 anos da escola de Oswaldo Cruz e Madureira.

O carnavalesco Paulo Menezes não se limitou a apenas contar a história do bairro, nem os 90 anos da agremiação, mas reuniu as homenagens à Portela e a seu berço, além de celebrar os 70 anos de Paulinho da Viola e os 42 anos da criação da Velha Guarda Show.

Leia a sinopse:

"Madureira... onde o meu coração se deixou levar"

Rio de Janeiro, 1970.

Avenida Presidente Vargas.

"Nesta Avenida colorida a Portela faz seu carnaval..."

Com o rosto molhado de suor e lágrimas, vejo a minha Escola conquistar a plateia com mais um desfile. Agora com um sabor especial, se aquecendo... "senti meu coração apressado, todo o meu corpo tomado, minha alegria voltar..."

E então pensei:

"Meu coração tem mania de amor..." E que amor é esse que me conquista a cada dia? Que amor é esse que move toda essa gente? De onde vem isso tudo e como essa história começou?

E é isso que vou descobrir.

E assim, com a alma aquecida de emoções, lá fui eu para Madureira, de trem, cantando samba, assim como Paulo Benjamin fazia décadas atrás.

"Eu canto samba

Porque só assim eu me sinto contente

Eu vou ao samba

Porque longe dele eu não posso viver..."

 

Quero trilhar os caminhos desse povo, como um "peregrino", descobrir sua gente, sua cultura, sua fé, o seu canto e o seu samba.

Descobrir sua história.

Pisar onde outrora pisaram tropeiros, escravos, boiadeiros, mercadores e imperadores, caminhos de trabalho e suor, onde antes só se viam fazendas, engenhos e fé, afinal toda essa história começa pela fé.

E o povo dança, o povo canta; dança o branco, dança o negro.

"Pisei na pedra

A pedra balanceou

Levanta meu povo

Cativeiro se acabou"

 

Negros fugidos, negros forros. Festa, jejum e esmola. Samba, dança, música e religião. Enfrentar a dor através da arte.

Casas de umbanda e casas de candomblé, liderança e mistério, atraindo a atenção para a "roça".

Caminhos de terra, caminhos de ferro.

E o povo vai chegando, de tudo quanto é direção. Imigrantes de dentro e de fora. Os caminhos viram estradas. 

Estradas de terra, estradas de ferro.

Chega o progresso e com ele os ambulantes, que depois viram mercadinhos, os mercadinhos viram mercados e os mercados viram mercadões.

E eu... vou seguindo meu caminho.

Vou ouvindo batuques, ritmos e sons. Sons sincronizados, parecendo sapateado. Mas são apenas sons de pés, que dançam, chutam e pulam. Pés que vão construindo outros caminhos. Não importa se num tablado, no asfalto ou na grama, o importante é a ginga, que por vezes me lembra a de um malandro. Como tantos que esta história construiu. Ou como tantos que aqui chegaram para construir outras histórias. Malandros loiros, brancos, mulatos, sararás, crioulos. Assim como as músicas, loiras, brancas, mulatas, sararás e crioulas, ou como se diz agora: black.

"No carnaval, esperança

Que gente longe viva na lembrança

Que gente triste possa entrar na dança

Que gente grande saiba ser criança"

 

E o batuque continua.

Marchinhas, mascarados, coretos, baianas, blocos de sujo, carnaval...

São os caminhos da folia! Caminhos da fantasia, onde cada um é o que deseja ser, onde mulher pode virar homem e homem, virar mulher. E é através da fantasia, do sonho, que nascem duas das maiores Escolas de Samba da história.

E que orgulho hoje ver Portela e Império, juntas, a cantar que esse nosso lugar "que é eterno no meu coração. E aos poetas traz inspiração pra cantar e escrever".

Madureira é assim. Amor, atividade intensa, vivida com orgulho suburbano, lugar de morada da altiva nobreza popular, pois aqui reside a Majestade do Samba.

"Não posso definir

Aquele azul

Não era do céu

Nem era do mar..."

Tantos são os caminhos, e por eles vou atrás de suas histórias, me sentindo cada vez mais parte integrante dela, deste lugar e destes caminhos, que hoje se encontram mais uma vez, afinal...

Sou Paulo, sou Paulinho, da Viola e da Portela.

E tenho muito orgulho em contar esta história para vocês, afinal... "o meu coração se deixou levar."

E, agora, o mesmo trem que me trouxe, me leva de volta, e continuo batucando, não mais como Paulo Benjamin fazia, mas como todos os Portelenses continuam fazendo ainda hoje, preservando a sua memória e o seu lugar, que eternamente será conhecido como a "Capital do Samba".

"Madureiraaa, lá lá laiá."

Paulinho da Viola, 

pelas mãos de Paulo Menezes (e mais uma vez os caminhos se cruzam).

 

Este enredo é dedicado aos noventa anos da Portela e a todos os portelenses que, infelizmente, não estão mais entre nós, mas que continuam abençoando a Portela lá de cima, do Olimpo dos sambistas.

 

Enredo e pesquisa: Paulo Menezes

Carlos Monte

 

Presidente: Nilo Mendes Figueiredo

Direção de Carnaval: Alex Fab e Junior Escafura

Direção de Harmonia: Marcelo Jacob

Carnavalesco: Paulo Menezes

 

Veja também:

- As fotos da entrega da sinopse



Comentários
  • Avatar
    15/10/2012 09:50:55Maria Tereza BragaMembro SRZD desde 15/10/2012

    Bom dia, como não foi dessa vez a homenagem ao Ary do Cavaco, como havia sido prometido pouco antes de sua morte. Gostaria de saber se os cinquenta anos dedicados a escola, serão citados. Já que não será lapa em três tempos, como senhor Nilo confirmou na missa de sétimo dia.

  • Avatar
    13/10/2012 13:26:09Martial de Magalhães CâmaraMembro SRZD desde 14/02/2012

    O enredo foi muito bem escolhido e finalmente o samba é de muita qualidade, harmonia e finalmente não é um discurso com batuque ao fundo, como muitos sambas têm sido. Este tem melodia e acredito que vai repetir o sucesso do ano anterior. Salve a Portela.

  • Avatar
    18/06/2012 05:44:16enock de oliveira torresMembro SRZD desde 28/01/2012

    Senhor samba carioca,me desculpe. O Senhor não deve ser do Rio de Janeiro e talvez não conheça Madureira.ela tem história e não é pouca,se o Imperio Serrano estivesse no mesmo grupo e quisesse falar de Madureira tambem,não precisaria repetir o que a outra falaria.Esse bairro tem muito mais história que muito bairro famoso que o Senhor conhece. Um Abraço!!!

  • Avatar
    14/06/2012 18:55:01Samba CariocaMembro SRZD desde 23/01/2012

    Madureira vai guiar a Portela? Nao sei! O histórico bairro também pode ser bom combustível para, novamente, encher a alma do portelense de orgulho? Nao sei ! Marca também a busca por passagens importantes da escola em seus 90 anos (que serão completados em 2013) e a possibilidade de homenagear sambistas que fizeram o nome do carnaval. Além de todos estes ingredientes, nao sei se madureira tem uma história tao rica, mas que precisa ser muito bem desenhada e explorada pelo Paulo Menezes. É preciso fazer uma ardua pesquisa ou tirar leite de pedra para enriquecer e dar forma a todo o contingente de uma escola de samba que nao tem mas força pra disputar titulos no grupo Especial.

  • Avatar
    14/06/2012 18:54:17Samba CariocaMembro SRZD desde 23/01/2012

    Madureira vai guiar a Portela? Nao sei! O histórico bairro também pode ser bom combustível para, novamente, encher a alma do portelense de orgulho? Nao sei ! Marca também a busca por passagens importantes da escola em seus 90 anos (que serão completados em 2013) e a possibilidade de homenagear sambistas que fizeram o nome do carnaval. Além de todos estes ingredientes, nao sei se madureira tem uma história tao rica, mas que precisa ser muito bem desenhada e explorada pelo Paulo Menezes. É preciso fazer uma ardua pesquisa ou tirar leite de pedra para enriquecer e dar forma a todo o contingente de uma escola de samba que nao tem mas força pra disputar titulos no grupo Especial.

  • Avatar
    29/05/2012 13:52:30Cleber Neiva de OliveiraMembro SRZD desde 23/11/2010

    gostei do enredo e um enredo bonito e mt facil porem nao gostei da sinopse e mt pequena e bem fraca nao fala nada de nada faltou falar de monte de coisas de madureira bairro nossa ate o futebol do bairro nao foi citado aff

  • Avatar
    28/05/2012 14:40:43Milton dos Santos Batista JrMembro SRZD desde 12/05/2009

    Estou emocionado e satisfeito. Parabéns Paulo Menezes e Carlos Monte, o enredo está muito bem apresentado. Aliás, adorei a parte dos " ambulantes, que depois viram mercadinhos, os mercadinhos viram mercados e os mercados viram mercadões." Falou do Mercadão de forma sutil, que por si só já dava enredo.

  • Avatar
    28/05/2012 11:38:06JEFFERSON ARAUJO SOUZAMembro SRZD desde 13/11/2011

    É... lá vem Portela... vai dar uma suadeira nas co-irmãs... será 1h e 20 min. de tradição, samba no pé e 90 anos de história. Meus respeitos a Velha Guarda majestosa. Enredo nota 10 a escola tem.... Boa sorte povo de Madureira!!!!!

  • Avatar
    28/05/2012 09:19:57RENATO S FIGUEIREDOMembro SRZD desde 07/11/2010

    "Só" faltou citar Natal, quer além de ser o eterno patrono da Portela foi quem urbanizou Madureira e a colocou definitivamente no mapa da cidade como um grande bairro...

  • Avatar
    28/05/2012 08:49:34Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Os autores da sinopse - Carlos Monte e o bom e jovem carnavalesco Paulo Menezes, que por isto merecidamente teve o contrato renovado - acertaram no trabalho de pesquisa e redação. Isso, não significa que o trabalho tenha sido "o caminho, a verdade e a vida". Não existe trabalho assim produzido por ser humano. Então, atribuo nota 9,9 a esta sinopse. Por quê isso? Porque neste excelente enredo não pode deixar de haver citação à figura e obra de Mestre Candeia (1935-1978) frequentador da Portela desde menino quando acompanhou o pai sambista e amigo de Paulo da Portela, Antônio Candeia. A não-menção a Mestre Candeia & sua obra de excelência na qualidade em um enredo que fala sobre os 400 anos de Madureira e os 90 anos da Majestade do Samba, acaba sendo uma injustiça ao Mestre, sobretudo à própria Águia Altaneira ou Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira. Auguro que este equívoco seja reparado, principalmente na letra da obra-musical, que com certeza será produzida pela excelente Ala de Compositores da agremiação mais coirmã - tem mais afilhadas - e laureada do Maior Espetáculo da Terra. Saudações carnavalescas, Almir portelense de Macaé.

  • Avatar
    28/05/2012 08:03:14Fabiano de Vila-ForteMembro SRZD desde 15/10/2009

    Caio Belô, concordo 100% com o seu comentário. Vamos lá, Portela!

  • Avatar
    28/05/2012 07:38:24Caio BelôMembro SRZD desde 10/01/2012

    Tudo lindo,é a 1º vez em anos que estamos adiantados e com enredo e sinopse a altura da escola,tenho certeza que teremos um excelente samba.Agora vamos ficar de olho para cobrar um barracão a altura da grandeza de nossa escola,que não seja como esse ano,todo componente chegou a concentração com a energia necessária para um excelente desfile,a energia foi para a pista junto com a decepção por nossas alegorias.Essa presidência e sua diretoria tem que ser cobrada e viscalizada pela nação portelense até aprederem a viver para a PORTELA e não viver da PORTELA.

  • Avatar
    27/05/2012 20:55:40Zezinho da AdelaideMembro SRZD desde 11/02/2010

    Só lágrimas, lindo demais !!!!

  • Avatar
    27/05/2012 20:29:44GuilhermeebonyMembro SRZD desde 29/03/2012

    Emfim um ENREDO decente, PARA A NOOOOOOOSSA ALEGRIIIIIIIIAAAAAA!!!!!!!

  • Avatar
    27/05/2012 12:12:55VerdeRosaFTMembro SRZD desde 08/04/2012

    Parabéns Carlos Montes e Paulo Menezes (que vem mostrado ser um grande carnavalesco), Gostei muito da sinopse. Só acho que algumas palavras poderiam ser substitutas por outras, mas de resto, gostei muito até.

Comentar