SRZD


23/02/2012 20h16

Reflexões: chutando o balde
José Carlos Netto

Ainda alquebrado depois de adentrar três (03) noites e madrugadas, quase não encontro forças ou vontade para riscar algo sobre o que vi e ouvi na avenida. 

Isso acontece também diante de tantas e tantas "proezas" vistas e pelos resultados enfim.

Deslizes em resultados de desfiles de escola de samba sempre aconteceram no Rio de Janeiro ou em qualquer parte desse imenso Brasil poderoso.

Ocorre que o povo de uma maneira geral não dava muita bola para esse ou aquele "roubinho".

Lá atrás se ouvia apenas, antes e depois de cada apuração, que  "o carnaval fora roubado".

No Carnaval de 1960, a coisa foi tão longe que não restou ao Departamento de Certames (a RIOTUR da época) senão consagrar cinco (05) escolas como campeãs. 

Fato que repetiria em 1980, quando Beija-Flor, Imperatriz e Portela foram consideradas as vitoriosas

Mais recentemente, em 1988, conseguiram a proeza de empatarem na primeira colocação Mangueira e Beija-Flor, quando o desfile apontou a verde e rosa como absoluta na passarela.

Mas, hoje, além da cobrança do povo, a imprensa cobra, através dos jornais, rádios e TVs, seriedade e honestidade por parte dos dirigentes. 

Além do mais, agora existem, em franca ascensão, os sites especializados em samba, e, os não comprometidos ou envolvidos com essa ou aquela escola de samba, cobram, não somente os seus direitos, bem como exigem seriedade e transparência.

Sobre os direitos de uma mídia, que só tende a crescer, o escriba Sidney Rezende deixou uma excelente falação em seu blog.

Ele simplesmente cobra mais seriedade e competência de quem de fato dirige a organização do Carnaval carioca. No caso LIESA e RIOTUR.

Há tempos escrevi aqui mesmo, no nosso SRZD-Carnaval, que o enredo comemorativo aos 100 anos do nascimento de Luiz Lua Gonzaga seria um deleite para quem gosta do popular.

E acabou não dando outra coisa. O carnavalesco Paulo Barros revelou ao mundo, que de fato e direito, que o popular Lua foi o maior incentivador e divulgador da arte popular desse tão sofrido Nordeste.

Jamais um artista, em tempo algum, cantou e exaltou tão bem aquela parte do Brasil tão sofrida e sempre esquecida pelo Poder Público. 

Vibrei, vibramos todos nós que gostamos do popular. E vejam bem que havia no desfile outra escola de samba exaltando o Nordeste.

A diferença é que a Acadêmicos do Salgueiro trouxe um tema mais puxado pelos escritos na Literatura do Cordel, e a Unidos da Tijuca somente se fixou nas peripécias do saudoso Rei do Baião.

Paulo Barros, dando ênfase à sua imaginação, trouxe majestades de todas as épocas para a coroação do Rei do Baião. O popular da Unidos da Tijuca venceu, então, com sobras de imaginação e criatividade.

Para a Unidos de Vila Isabel restou o consolo de ter apresentado um enredo fraternal, mostrando as coisas do país irmão da mesma língua falada no Brasil, que é a Angola.

Faltou algo no enredo? Claro que faltou. Não vi nenhuma menção ao lado político onde Angola tem verdadeiros heróis da libertação do seu povo. 

Mesmo assim, a Vila abiscoitou quatro (04) notas máximas no quesito enredo. Coisa que a campeã, Tijuca, não conseguiu.

Já a Beija-Flor de Nilópolis cumpriu o seu papel. Sem poder contar com seu principal mecenas, desfilou pesada demais mesmo tendo apresentado um Maranhão negro, mestiçado e miscigenado que muita gente não conhecia.

Agora todos sabem: o Maranhão é, antes de tudo, uma mistura de raças, cores e ritmos.

Num desfile que só faltou chover canivete, fiquei pasmado ao assistir a uma disputa realmente sensacional entre Mangueira e Portela.

Na época em que a disputa era somente de samba, Mangueira e Portela disputavam sim, mas os primeiros lugares. Nunca uma sexta e sétima posição.

Em 2012, a Portela, que no passado já havia derrubado a monarquia imperial, desta vez desbancou a Mangueira. 

E graças ao seu bom samba enredo, vai voltar no Desfile das Campeãs.

Para a Mangueira, resta um desfile povão na Avenida Rio Branco, como conclamou e ensaiou o presidente Ivo Meirelles.

Seguindo a sua sina de escola de samba do povo; para o povo e com o povo, a Mangueira ousou ainda exaltar outra coisa do povo que é o Bloco Cacique de Ramos.

Os 50 anos dessa agremiação de Ramos foram mostrados na avenida, sem luxo, mas com muito garbo.

Não deu para competir com as alas de passos marcados, nem tampouco com os imensos e luxuosos carros de algumas outras escolas. 

Mas ficou uma grande certeza: a Mangueira, por suas fortes raízes, jamais negara a sua condição de a preferida do grande público. 

Pude sentir essa afeição popular, pois, como Baluarte, desfilei no topo do último carro alegórico. 

Foi gratificante constatar lá de cima como a Mangueira é querida do povo.

Já a Portela, misturando Clara Nunes com coisas da Bahia, mostrou que ainda possui o mesmo carisma de outrora. 

E sua comunidade, presente maciçamente no desfile da escola, provou isso no asfalto da Sapucaí.

Fica então uma pequena indagação: por que será que a diretoria da Portela não faz Carnavais, todos os anos, como esse que acabamos de aplaudir?

Não consigo entender também como é o que uma escola de samba como Mocidade Independente de Padre Miguel perdeu a sua importância dentro do desfile.

Há anos que nada muda nas colocações dessa escola que acaba ficando sempre lá na rabeira. Hoje é uma simples desfilante, sem nenhuma outra pretensão.

E vejam bem que a escola até que mostrou algo na avenida. O mesmo pode-se riscar sobre a Imperatriz Leopoldinense.

É duro se informar que Mocidade e a Imperatriz juntas obtiveram apenas cinco (05) notas máximas dentro de universo de 400 notas máximas

E ambas exaltaram dois grandes nomes da nossa cultura, que são Cândido Portinari e Jorge Amado. 

Para este JCN, os julgadores erraram feio com tais agremiações.

Nas demais colocações, aconteceu o esperado.

No entanto, urge uma providência com relação ao corpo de julgadores. É preciso mudar e reciclar alguns deles.

Eu pergunto: O que Beatriz Badejo, Tito Canha, Salete Lisboa, Carlos Pousa, Bruno Chateaubriand, Luiz Eduardo Rezende, Cláudio Luis Matheus e outros ainda fazem no júri?

Sou defensor da montagem de júri inédito para o desfile. Faço isso desde os tempos da antiga Associação das Escolas de Samba. Só não sei o motivo pelo qual até hoje isso não acontece.

Por não ser formado, cada ano, júri inédito, o resultado é facilmente encontrado.  

O fato inédito mesmo aconteceu no desfile do Grupo A de Acesso. 

Não é que pelo menos quatro (04) dos julgadores escolhidos pelo próprio presidente da LESGA, o edil Reginaldo Gomes, simplesmente deixaram de sapecar suas notas nos respectivos mapas.

Mas por um desses mistérios do samba, ficou valendo tudo e a escola de samba Inocentes de Belford Roxo acabou campeoníssima do desfile.

Detalhe: a Inocentes de Belford Roxo tem como presidente administrativo o cidadão Reginaldo Gomes, mesmo cidadão que escolheu o corpo de julgadores.

Aliás, com muita estranheza esse mesmo corpo de julgadores puniu com uma espécie de caneta de ferro escolas como Império Serrano, Estácio de Sá, Unidos do Viradouro e Cubango, prováveis postulantes ao caneco antes da abertura dos envelopes.

São episódios como esses que acabam com credibilidade de qualquer desfile. 

A coisa foi tão gritante que a RIOTUR, cumprindo ordens diretas do próprio alcaide Eduardo Paes, decidiu romper o contrato com a LESGA.

Daqui para frente tudo pode acontecer. E já se cogita nos bastidores que, inicialmente, todas as escolas do Grupo B de Acesso voltariam para a égide da boa e velha AESCRJ.

Mais tarde voltariam as agremiações do Grupo A de Acesso. 

Como vai acabar toda essa fofocada, ainda não sei. Sei apenas que o presidente Reginaldo Gomes tentou um aplicar "salto sem mão" dando uma de "gato mestre" e acabou "quebrando a cara".

Como começou a dizer o vitorioso carnavalesco Paulo Barros, o negócio é "chutar o balde".


Veja mais sobre:Carnaval 2012

Comentários
  • Avatar
    06/03/2012 12:19:37Andre camposMembro SRZD desde 03/03/2012

    Ricardo Maciel,concordo quando voce fala da imparcialidade do J.C.N, mas discordo quando ele J.C.N diz que o Presidente Reginaldo Gomes da Inocente B.F.Roxo dando uma de "gato mestre e acabou quebrando a cara"ele este carnaval recebeu aproximadamente 800(oitocentos mil reais) com armação dele no qual eu usei dois espaços para relatar esta pouca vergonha que a LESGA vem fazendo no dia 03/03/2012, que cara que ele quebrou ele vai receber mais de cinco milhões. J.C.N e Ricardo Marciel ler meu comentário e olha com toda modesta quem entende verdadeiramente de carnaval sou eu, um abraço amigo.

  • Avatar
    05/03/2012 03:07:33Ricardo MacielMembro SRZD desde 20/02/2012

    TENHO UMA COISA A DIZER A VOCE JOSE CARLOS NETTO EM MINHA OPNIAO SO VOCE ENTENDE VERDADEIRAMENTE DE CARNAVAL E TOTALMENTE IMPARCIAL PARABENS PELO COMENTARIO ADORO VE-LOS

  • Avatar
    03/03/2012 14:10:36Andre camposMembro SRZD desde 03/03/2012

    Com a volta da LESGA em 2009 com o mesmo PAULO ALMEIDA,REGINALDO GOMES,ANTONIO CARLOS SALOMÃO e MOISES COUTINHO O ZEZO com o discurso de moralidade e transparência se desligaram da AESCRJ e a campeão foi a União da Ilha mas em seu primeiro ano fizeram besteira não desceu Caprichosos e Inocentes escolas do PAULO de ALMEIDA e REGINLDO GOMES,no carnavalde 2010 receberam a ordem do BRAÇO FORTE da LIESA e LESGA e deram o titulo para a São Clemente e armaram para descer as duas escolas que subiram da AESCRJ Cubango e Unidos de Padre Miguel que estavam lindas,com a penalidade da Paraiso do Tuiuti o plano mudou e desceu junto com U. P. MIGUEL,no carnaval de 2011sem o pedido do braço forte colocaram em pratica o que levou a montar a LESGA cada um ganha um ano foi a vez da Renascer de Grajaú-Jacarepaguá do ANTONIO CARLOS SALOMÃO mas a LESGAjá estava gerenciando também o grupo B e foram buscar a escola penalizada no ano anterior com o presidente REGINALDO GOMES apresentando a escola ate o últimos jurados,no carnaval de 2012 após três anos de irregularide e a LESGA sendo vigiada pelo M.P, o braço forte preso o presidente REGINALDO GOMES após algumas cervejas a quatro meses do carnaval falava que a Inocente de Belforoxo era a campeão em 2012 e foi,se o M.P não chega era a vez da Academigos Santa Cruz do MOISES COUTINHO o ZEZO e novamente viraram a mesa para conserva duas fundadoras ,isto não é bom para o carnaval gente estamos em 2012 alguem tem que fazer alguma coisa estou com o PREFEITO EDUARDO PAES.

  • Avatar
    03/03/2012 14:09:53Andre camposMembro SRZD desde 03/03/2012

    Meus queridos amandes do carnaval,a LIESA foi implantada ma decada de 80 quando alguns patronos forteleceram esta entidade,e se desligaram da AESCRJ mas não pelo motivo dos ultimos anos,que é a venda de colocação dos desfiles e sim para mostrar para o governo riotur que o investimento deles bicheiros nas suas escolas mereciam uma melhor subvenção,porque já era considerado um desfile MEGA SHOW e conseguiram hoje cada agremiação recebe prôximo dos cinco milhões de reais e com os enredos patrocinados e seus eventos de quadra teve chegar prôximo a oito milhôes de reais,acredito que o ANIZIO da beija flôr hoje não investe mais também não tira,os restantes como LUIZINHO da imperatriz e outros tira e tira muito das escolas.Quer melhor exemplo o academigos do salgueiro em outros anos no termino do carnaval os patronos MIRO e o filho MANINHO nas reuniões diziam que a escola devia milhões, a eles a presidente atual REGINA CELI já conquistou dois titulos e lhe pergunto ela tem dinheiro?Este ano a LIESA e a LESGA estava sendo vigiada pelo MP,os chamados patronos foram mais malandros após várias absurdos tri-campeonato da imperatriz,tri-campeonato da beija flôr e tantos outros titulos e colocações injustas,eles tiraram a mão e o titulo foi da unidos de tijuca e a vice campea salgueiro que teve vários problemas,e as escolas dos patronos colocaram no bolo do desfile das campeães e a entidade LIESA saiu bem na foto.Já a LESGA que na decada 90 já não tinha dado certo com PAULO DE ALMEIDA,TEREZINHA MONTES e outros que fizeram a maior injustiça no carnaval,para ter vantegem politica que neste ano o PAULO DE ALMEIDA era candidato a deputado federal e também presidia a LIESA por motivo dos patronos estavam presos,ele trouxe a escola de samba Unidos do Porto de Pedra do grupo D para o grupo acesso A uma COVARDIA,mas o povo não elegeu a cadeira de dep federal.

  • Avatar
    29/02/2012 14:33:34flaviosambaMembro SRZD desde 16/10/2011

    parabéns realmente tem de acabar os jurados profissionais que estão a vários anos julgando isso deixa o espetáculo sob suspeita as mesmas pessoas acaba criando um vício mesmo sem querer o melhor é juri inédito todo ano para não se formar uma opinião sobre qualquer escola para o bem ou mal e no acesso nunca vai dar certo pres. de escola comandando liga ,associação os presidentes reclamam mas votam e apoiam pensando em manter suas escolas no grupo como ocorreu e agora se omitem deixando o circo pegar fogo caso não dê em nada todo mundo fica bem.

  • Avatar
    27/02/2012 19:17:39Mateus PinheiroMembro SRZD desde 27/01/2012

    Com a internet fraudes no carnaval daqui pra frente vão diminuir consideravelmente... E erros como uma escola ganha seis vezes no ultima década e escola que mereciam está pelo menos entre as seis ficar em posições inferiores ao desfiles. Esse ano isso aconteceu, os jurados tentara agradar a todos mais na verdade não agradou ninguém como sempre. Vamos colocar três de domingo e três de segunda. Vamos agradar os trouxas eles não vão nem ligar pra isso. Mais o tiro saiu pela culatra. União da Ilha em oitavo lugar? Francamente, Mocidade cem nono com o desfile que elas fizeram? Francamente jurados, ou vocês acham que os brasileiros no apogeu da era digital vão aceitar qualquer resultado de escolas de samba calados? Mais não vão mesmo. Dizer que uma escola roubou até alguns anos atrás era aceitável por que o Brasileiro não tinha a voz e a força que temo hoje? Ninguém é mais ingênuo ao ponto de aceitar um décimo perdido por que segundo o regulamento da LIESA eu tenho que tirar esse ponto devido à falta de um paetês na roupa da porta bandeira. Essas justificativas vagas são coisas do passado. Temo o direito de exigir um julgamento imparcial que não olha apenas para bandeira da escola que olhe para o que foram apresentado e nisso o julgamento desse ano apenas três escolas foram julgadas justamente. Tijuca, Salgueiro e Vila Isabel. E resto francamente jurados ou vocês são cegos ou ainda continua achando que os Brasileiros são tolos e idiotas para aceitarem qualquer resultado vindo de vocês.

  • Avatar
    27/02/2012 11:22:46josé carlos nettoMembro SRZD desde 22/05/2009

    Traído por essa gerigonça chamada de computador, errei e risquei 1988 ao invés de lascar um 1998. Desculpem. Outra coisa : Não se trata de perseguição contra essa ou aquela escola pequena, mas sim zelar pela seridade que existe cada um de nós e,o respeito pelo próximo . O desfile em s,i do Gruipo de Acesso apontou uma coisa. Foi voz corrente na Avenida. E pela segundo abo acontece outra no resultado. O fato é que a subida de uma escola que, vai descer no ano seguinte, significa nuito para quem a dirige.Talvez status; talvez financeiramnete seja um negócio da china. Enfim não sei o que é. Só sei que o resultado do Grupo de Acesso irritou, não somente ao boibalhão do prefeito Eduardo Paes, mas a todos nós que lá estavamos. O resto é aquele negócio. As pessoas gostam de escrever e não existe melhor lugar do aqui no SRZD/CARNAVAl para tal .Ao fazer isso as pessoas deveriam ter no minino conhecimennto de causa e deixar de lado o fanatismo,pois fanatismo não leva a luigar nenhum.Tenho dito..

  • Avatar
    26/02/2012 17:05:32Marcos JoséMembro SRZD desde 23/12/2010

    Que confusão...pra começar, em 1988 só houve uma campeã. Já ouviu falar da VILA ISABEL????

  • Avatar
    25/02/2012 23:20:58jadir nascimentoMembro SRZD desde 25/02/2012

    É engraçado como funciona as coisas por aqui, todos nós sabemos das falcatruas que existe neste meio, mais ficamos chocados quando surge alguen querendo participar do bolo tambem // No meu entender há uma discriminação quando a escola não pertence ao Municipio do Rio de Janeiro, já pensou ter duas Beija Flor incomodando as grandes escolas, quando os turistas Ingleses perguntarem, Onde fica a quadra da campeão de 2018 (Em São Vicente Belford Roxo) QUA,QUA,QUA,QUA.

  • Avatar
    25/02/2012 12:03:27leandroMembro SRZD desde 17/02/2012

    Eae galera ja estao sabendo que o resultado do grupo de acesso A nao é reconhecido pelo rio, e que a Inocentes de Belford Roxo nao subiu leiam no site o dia de folia a seguinte reportagem: Prefeitura do Rio não reconhece título da Inocentes

  • Avatar
    25/02/2012 01:38:12Vivi AraújoMembro SRZD desde 25/02/2012

    Texto sensacional!! É a nossa realidade que precisa ser mostrada. Está na hora de termos "fiscalizações" anuais para que não haja mais favorecimento a nenhuma agremiação. Esse deveria ser o 4º título da U. da Tijuca, 3º seguido. Mas por causa dessas "falhas" a credibilidade do Carnaval do Rio de Janeiro acaba diminuindo... Ainda em que esse ano o bom censo (pelo menos no Grupo Especial) predominou !!

  • Avatar
    24/02/2012 19:22:28ZappaMembro SRZD desde 16/04/2009

    Xerife JCN, nestes oitenta anos de desfiles, sempre existiram as escolas de ponta e as que nunca saem da mesmice, subjugadas, preteridas. Discordo, quando referes à imprensa como participante na luta pela lisura dos resultados. Claro que existem exceções, mas a maioria estardalhaça muito, mas passado o carnaval, apesar de todos os indícios de mutretada tudo é esquecido. Paulo Barros é sem dúvida um gênio, como foi João Trinta na década de setenta.Seu trabalho é referencial de beleza estética e criatividade, mas não foi o único a referir-se em forma contusa ao nordeste, como tão entusiasmadamente afirmas. Passei parte de minha vida carnavalesca no Cacique, mas daí acreditar que o meu eterno e querido bloco pudesse ser tema/enredo é outra história; só mesmo a Mangueira com sua força e identidade popular, pra segurar uma rabuda dessas. Não é preciso que eu lhe diga velho xerife, que o grande show intitulado escolas de samba tem seu palco montado sobre terreno movediço, um grande balaio, em que as conveniências pessoais, coletivas e principalmente políticas é que determinam o que vai acontecer. Justo por isso "preserve-se". Saudações!

  • Avatar
    23/02/2012 21:36:58Mateus PinheiroMembro SRZD desde 27/01/2012

    Também concordo em 1998 a viradouro merecia o Bi-campeonato sim, assim como nos desfiles de 1999 e 2000 ela merecia o titulo. Se fosse em qualquer outra escola grande a Viradouro poderia ou não ser tetra-campea, pelos otimos desfiles que Joãozinho Trinta fez.

  • Avatar
    23/02/2012 21:05:08antonio carlosMembro SRZD desde 23/02/2012

    discordo da Mangueira absoluta em 1998, esse pra mim é um bom ano de exemplo de como o campeonato é um negócio, a Viradouro foi a melhor.

  • Avatar
    23/02/2012 20:59:35antonio carlosMembro SRZD desde 23/02/2012

    Infelizmente esse espetáculo que o mundo admira é dividido em dois mundos, muitos distintos por sinal, um reconhecidamente como o maior e mais belo espetáculo da terra, os desfiles na sapucaí, o outro a competição, na qual infelizmente, ganha quem sabe fazer negócios.

Comentar