SRZD


19/07/2008 15h33

Número de obesos preocupa OMS
Redação SRZD

Em um choque para a comunidade médica, que esperava uma queda nos níveis de obesidade devido aos programas de reeducação alimentar espalhados pelo mundo, o governo dos Estados Unidos divulgou um levantamento em que as estatísticas comprovam que o número aumentou. Mais de um quarto dos americanos podem ser considerados obesos. A porcentagem, nos Estados Unidos, de adultos com obesidade aumentou cerca de 2% entre 2005 e 2007, segundo o relatório divulgado na quinta-feira (17). 

Enquanto isso, os dados na África do Sul não são exatamente animadores. De acordo com a equipe de Pesquisa de Doenças Crônicas do país, o índice de sobrepeso é alto, com mais de 29% dos homens e 56% das mulheres considerados obesos. O estudo reportou que o índice é o mais alto dentre os países africanos, particularmente em relação às mulheres - praticamente 30% das  sul-africanas entre 30 e 59 anos são obesas. 

Mulheres que vivem na cidade, segundo o estudo, apresentam um IMC (índice de massa corporal) muito maior em relação às que vivem no campo - mas em ambos os grupos, foi notado que o IMC tende a crescer com a idade. A obesidade é definida quando uma pessoa apresenta o IMC acima do nível 30. Para calculá-lo, são usados o peso e altura. Muitos sites na internet calculam a massa corporal de graça. Além disso, ele leva em consideração variações. Por exemplo, se a pessoa é atleta ou sedentária.

"A epidemia da obesidade em adultos continua a ser um risco nos Estados Unidos, indicando que nós precisamos nos esforçar em níveis locais, estaduais e nacionais", declarou o médico William Dietz, diretor da Divisão de Nutrição e Atividade Física do Centro Médico Nacional. 

"Precisamos encorajar as pessoas a comer mais frutas e vegetais, realizar mais atividades físicas e reduzir o consumo de comidas calóricas e doces", alertou. 

Dados oficiais da Organização Mundial de Saúde dizem que as pessoas apresentam sobrepeso - que também provoca danos à saúde - quando o IMC está acima de 25, e obesidade, acima de 30. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), obesos têm maior tendência a apresentar diabetes, doenças do coração e câncer - a porcentagem de risco aumenta à proporção que a balança sobe.


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.