SRZD


23/10/2011 11h10

Grafologia: dicas e exemplo de análise de textos
Laura Machado

O SRZD mostra alguns trechos de escrita com análises feitas pela grafóloga Luciana Boshci. O estudo pode ajudar os iniciantes a entender melhor a aplicação da teoria da grafologia na prática. Ela aponta que o grafólogo experiente sabe que não se pode tirar nenhuma conclusão prévia sem estudarmos todo o ambiente gráfico. Os aspectos a serem considerados podem ter maior ou menor peso, dependendo de outros sinais que podem estar presentes, como por exemplo, pingos nos ii e barras nos tt.

-Saiba o que sua letra pode revelar sobre sua personalidade

A letra T é universalmente conhecida como a que reflete a vontade. Como o gesto gráfico, neste caso, percorre duas direções, o traço vertical (haste) mede a afirmação pessoal, e o horizontal (barra) revela a potência realizadora da vontade. Assim, a análise é feita em comparação entre os dois traços. Barras curtas e retas indicam energia e produtividade, enquanto as longas podem estar sinalizando mais desejos do que recursos para concretização dos projetos. Barras altas tendem ao autoritarismo, enquanto as baixas indicam submissão. Se ligadas à letra seguinte, serão sinal de continuidade e vivacidade das ideias.

- Como se tornar um grafólogo?

Já uma pontuação alta na letra i pode significar idealismo e sensibilidade, ao passo que os pingos baixos podem indicar ideias práticas ou obediência. Sua exatidão indicará ordem e minúcia, e os que tiverem forma de círculo revelarão vaidade de espírito.

As linhas também são importantes para o grafólogo, se sobem ou descem de direção. A escrita crescente pode demonstrar entusiasmo ou impulsividade e a descrescente pode mostrar cansaço, timidez ou predomínio do raciocínio lógico. Além disso, a análise leva em conta a pressão da caneta no papel, a velocidade do traçado, a continuidade entre as letras e, por fim, a assinatura. A avaliação desta última é fundamental para a composição do perfil analisado, pois é ela quem vai legitimar, ou não, o que foi dito acima.

O texto em si refere-se ao comportamento social da pessoa, enquanto a assinatura trata do comportamento íntimo. Portanto, a análise desta relação texto x assinatura torna-se decisiva para o resultado final de um parecer grafológico.

Acima temos um trecho de um texto escrito por uma mulher de 36 anos, que ocupa o cargo de gerente em uma empresa comercial. Abaixo, parte da análise feita pela grafóloga.

Escrita firme, organizada e limpa, com espaçamento regular entre palavras e linhas. Isto indica uma pessoa com clareza de ideias e boa capacidade de organização do pensamento.

Observa-se uma escrita legível, o que significa que sua comunicação é transparente e assertiva, pois seus traços são breves, leves, sem floreios ou traços desnecessários. Não perde tempo com detalhes nem minúcias, preferindo ir direto ao assunto, de forma prática e objetiva.

Para identificar boa capacidade de relacionar-se de forma sadia e respeitosa, levamos em conta o espaço que existe entre palavras e linhas. O espaçamento regular e equilibrado indica habilidade para interagir e conviver adequadamente e de forma saudável com as pessoas à nossa volta.

Sua aptidão para formar vínculos espontâneos, com equilíbrio, moderação de sentimentos e espírito de cooperação pode ser notada pela leve inclinação de suas hastes à direita. Quando inclinamos nossa escrita à direita significa que nos "inclinamos" na direção daquilo que nos desperta interesse, ou seja, vamos ao encontro de nossos objetivos.

As margens também se referem à maneira como nos relacionamos com o mundo à nossa volta. Sua regularidade na margem esquerda refere-se à atitude correta no comportamento, bom senso e respeito aos demais. Pode sinalizar ainda boa capacidade para solucionar problemas de curto prazo.

A escrita arredondada é o meio termo entre a angulosa, que indica firmeza, e a redonda, que sugere suavidade e sedução. Neste caso, esta pessoa mantém solidez e constância nas ações, mas equilibra com sinais de persuasão, otimismo e diplomacia para contornar as adversidades.

O texto apresenta ligeira sinuosidade em suas linhas, o que sugere jogo de cintura e flexibilidade para se adaptar a situações novas, lidar com conflitos e superar obstáculos.

Os MM e NN em forma de U indicam franqueza, receptividade e tolerância para lidar com os diversos tipos de comportamento. Estes traços também sinalizam expansão dos contatos e relacionamentos baseados na auto-confiança.

Sua disposição para tomada de decisão está representada também no ritmo pausado de seus traços, que lhe permitem agir com reflexão, sobriedade e sensatez. A velocidade pausada também indica presença de ânimo e necessidade de intervir nos fatos, com boa capacidade de levar adiante suas tarefas.

A "escrita agrupada" caracteriza-se pela união de 3 a 5 letras que formam grupos. Este aspecto diz respeito à capacidade de adaptação e julgamentos flexíveis. Sugere ainda organização, coordenação e boa assimilação de ideias.

Por fim, a combinação de aspectos como letras arredondadas, leve inclinação, guirlandas e bom espaçamento de texto sugere um profissional com foco em pessoas. Prestativo e diplomático, este indivíduo gosta de organizar pessoas e situações, dando valor às interações. Valoriza a segurança e a estabilidade, respeitando regras e autoridades.

Já este outro trecho escrito por um jovem, habituado a usar computador e mensagens instantâneas para se comunicar, revela outras características e personalidades. Abaixo segue a análise feita por Boshci sobre o autor.
Podemos observar que esta escrita é firme, rápida e simplificada, o que indica pessoa acelerada e com respostas rápidas aos estímulos. A grafia é simplificada, sem floreios nem artifícios, indo direto ao ponto da questão.

A combinação de letras angulosas e texto ascendente indica iniciativa, assertividade e determinação diante de projetos e metas pessoais. Ou seja, intensa energia que resulta em disponibilidade para a ampliação de fronteiras de competências e superação de obstáculos.

A sinuosidade das linhas transmite flexibilidade e jogo de cintura para atuar em ambientes em constante mudança. A visão de curto prazo pode ser observada pelo texto concentrado, ou seja, com pouco espaçamento entre palavras e linhas.

O autor do texto aprende com facilidade e domina algumas expertises profissionais que geram processos e produtos inovadores. Para identificar criatividade e ousadia, levamos em conta o quão original é a forma como as letras se ligam umas às outras e o quão se afastam do padrão caligráfico adquirido no processo de alfabetização. 

A identificação dele por riscos e desafios pode ser notada pela inclinação de suas hastes à direita. Quando inclinamos nossa escrita à direita, significa que nos "inclinamos" na direção daquilo que nos desperta interesse, ou seja, vamos ao encontro dos nossos objetivos.

Além disso, a valorização do trabalho em equipe também pode ser observada no espaçamento do texto. Quando existe pouco espaço entre linhas e palavras, podemos dizer que a pessoa privilegia a convivência e a proximidade nas relações, sendo capaz de formar conexões emocionais saudáveis.

Já as letras em forma de U também sinalizam o espírito de equipe e cooperação. O autor do texto demonstra ter foco em projetos, superação de obstáculos e oportunidades concretas de vitórias, em geral no curto prazo. Estas características podem ser visualizadas pela escrita estendida, angulosa, ascendente e inclinada.

As margens se referem ao destino que damos aos nossos recursos de tempo, espaço, material, etc. Neste caso, a ausência de margens no texto sinaliza indivíduo produtivo e dinâmico, que sabe aproveitar bem os recursos de que dispõe e consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo.

Quanto à falta de ligação entre letras, indica intuição, abstração e tendência a focar-se em possibilidades. Sugere ainda facilidade para desenvolver sistemas teóricos e análise de processos que partem da causa para o efeito.

Por fim, a combinação de aspectos como ângulos, inclinação, firmeza e concentração do texto sugere um profissional com foco em projetos. Concentrar-se no resultado de seu trabalho, estabelecer objetivos desafiadores e reunir esforços para atingi-los ou superá-los são medidas fundamentais para o profissional que busca o caminho mais eficiente e, se bem gerenciado, pode vir a ser o que se pode chamar de profissional de "alta performance".


Comentários
  • Avatar
    01/03/2014 08:33:30D'ArtagnanAnônimo

    Prezado, bom dia. Gostaria que avaliassem minha escrita. Tem ônus? Como devo proceder? Fico no aguardo, Atenciosamente, D'Artagna n.

  • Avatar
    23/02/2014 19:04:37dutra e silvaAnônimo

    O estudo da grafologia tem sido algo bastante instigante para mim, o que me leva a saber se existe a possibilidade de fazer um curso a distância para melhor conhecer um pouco dessa ciência. Sou estudante de direito, e acredito que tal conhecimento ajudará, e muito, profissionalmente. Fico no aguardo de um posicionamento neste sentido.

  • Avatar
    20/01/2014 19:55:33Julian ValenteAnônimo

    Pessoas fabulosamente ingenuas, a grafologia é apenas algo para "somar" e ajudar a traçar perfis de pessoas, é muito útil se utilizada junto com a Leitura Corporal, oque te dá mais algumas informações sobre a pessoa analisada, Junto com uma boa conversa claro! E Pra pessoa desinformadas, isso nao é coisas usadas pelo pessoal do RH é uma analise muito antiga, que poucas pessoas usam, a maioria delas ligada a algum tipo de esoterismo. Mas que pode sim ser aplicada no dia-a-dia. Att.julian (aprendi sobre isso e em uma hora reuni informações significativa sobre grafologia, Vi sobre isso no Filme Sherlock Holmes 2.)

  • Avatar
    17/01/2014 23:39:52Carina NacimentoAnônimo

    Como faço para analizarem a minha grafia?

  • Avatar
    14/11/2013 15:38:56MarcosAnônimo

    Grafologia é PSEUDOCIÊNCIA, invenção de malucos de RH que não tem NENHUMA comprovação científica. Há vários autores que comprovam isso, aqui alguns: Roy N. King and Derek J. Koehler (2000), "Illusory Correlations in Graphological Inference", Journal of Experimental Psychology: Applied 6 (4): 336–348 Fluckiger, Fritz A, Tripp, Clarence A & Weinberg, George H (1961), "A Review of Experimental Research in Graphology: 1933 - 1960", Perceptual and Motor Skills 12: 67–90 Bayne, R., & O'Neill, F. (1988), "Handwriting and personality: A test of some expert graphologists' judgments", Guidance and Assessment Review (4): 1–3. Lighton, R E (1934). "A Graphological Examination of the Handwriting of Air Pilots". Thesis in the Faculty of Arts (University of Pretoria).

  • Avatar
    24/10/2013 16:58:57Virgínia Reale FernandesAnônimo

    Boa tarde! Gostaria de ter minha escrita analisada? Vocês tem algum e-mail disponível para que eu mande minha assinatura? Tem ônus? Quanto é? Obrigada!

  • Avatar
    24/10/2013 13:23:40Paulo LemosAnônimo

    Tenho uma grande dúvida sobre a grafologia. Já fui avaliado por duas vezes por pessoas diferentes, mas com resultados iguais. Ambas as pessoas me informaram o resultado: alcoolismo ou uso de drogas. Felizmente não uso nenhuma das duas observações. Tenho 44 anos e queria saber o porque deste resultado, atualmente estou fazendo várias entrevistas para emprego. Será que isto vai me atrapalhar. Atenciosamente,

  • Avatar
    23/10/2013 12:04:37Daniela RochaAnônimo

    Bom dia, gostei muito dessa matéria foi a que teve a mais clara explicação, pude entender muito a respeito mesmo de forma tão resumida. Gostaria de enviar um texto escrito por mim e ele poderá ser usado para dar mais explicação a quem acessa o site, se for possível me avise meu e-mail é daniphgrocha@gmail.com, Att, Daniela Rocha.

  • Avatar
    16/10/2013 20:19:36EllysonAnônimo

    Eu creio em certo sentido , gostaria que o autor do blog me respondesse porque a análise não apresentou nenhum defeito de personalidade e só caracteristicas positivas?

  • Avatar
    28/07/2013 19:47:45MelAnônimo

    Gostaria que analisassem minha letra.

  • Avatar
    03/05/2013 14:51:54Sérgio FróesAnônimo

    Na verdade a grafologia não deve ser a escolha final de um candidato, vejo nela uma ferramenta que dá ao selecionador uma das várias óticas que se pode ter de um candidato. Sem dúvida, selecionar um candidato perfeito e totalmente adequado aos valores de cada empresa, não é uma tarefa fácil... haja visto que casamentos entre pessoas que levam anos de namoro e noivado e duram décadas também são passíveis de um desligamento (não é verdade?). Como profissional de RH eu digo que a grafoligia pode agragar durante uma seleção para vaga, mas nunca deve ser o único elemento de avaliação de um candidato.

  • Avatar
    20/04/2013 08:43:14WMRAnônimo

    Com todo meu respeito não acredito nem pouco nisso, se isso funcionasse as empresas não tinham tantos profissionais despreparado.Eu tive até experiência participei de processo e meu amigo também ele entrou no dia seguinte veio pedir ajuda pois não entendia nada do assunto .O que vejo e selecionadores que querem ouvir o que os agradam s e não o que candidato faz na realidade. Na minha opinião os selecionadores estão totalmente despreparado querendo pessoa que gosta de rotina ,pacata e hoje o mercado é competitivo precisam de pessoas que queiram fazer serviços complexo e que questione quando e passado uma tarefa quando não concorda . Isso minha opinião cada uma tem a sua. Grato.

  • Avatar
    29/12/2012 13:20:24JarleyAnônimo

    como eu identifico uma pessoa agressiva? grafologicamente.

  • Avatar
    25/11/2012 20:19:18LuisAnônimo

    Essa é uma nova maneira que esses malucos de RH inventaram para você ser eliminado em um processo de seleção. Fui eliminado por um teste grafológico que disse coisas que não tinham nada a ver com a minha personalidade.

  • Avatar
    31/10/2012 22:19:52Neusa Celina de OliveiraAnônimo

    Muito boa a explicação. Gostaria de saber como poderei fazer um curso de grafologia. Obrigada.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.