SRZD


03/06/2008 09h41

Dificuldades dos Grupos de Acesso
Luiz Fernando Reis

Numa das matérias de nosso site, dias atrás, li uma que me fez pensar e repensar nas escolas de samba dos Grupos de Acesso.

A simpática e tradicional Em Cima da Hora anunciou o seu enredo para o Carnaval 2009, cujo título pomposo e sugestivo é "Sob as barbas de Noé, colori de Azul-e-Branco a Arca de Vinicius", de autoria dos jovens carnavalescos André Tabuquine e Anna Clara Tavares.

Pensei com meus botões. Será que uma escola do Grupo de Acesso D tem estrutura para desenvolver um enredo tão rico e pujante como esse? E de imediato veio a resposta. Claro que não. E por que não?

Uma dupla jovem e inexperiente de carnavalescos saberá desenvolver convincentemente esse enredo? Acredito, sinceramente, que sim. A juventude sempre dá um ímpeto novo, garra e vontade que supre a ausência de experiência. O problema não são os carnavalescos.

Então o problema está na Em Cima da Hora? Também não é esse o problema. Vamos lembrar que a Em Cima da Hora já nos brindou com belíssimos sambas e desfiles corretíssimos e teria competência para desenvolver com plenas condições esse enredo.

Então, qual é o problema desse enredo?

O problema não é o enredo, não são os carnavalescos, não é a escola e nem tampouco sua diretoria. O problema passa pela Associação das Escolas de Samba, mas ainda não é ela a grande responsável.

Até poderia se mexer um pouco mais, mas não é ela a grande culpada. A culpa vem do topo, vem lá de cima, vem da prefeitura do Rio de Janeiro, que insensível não percebe que apoiar as escolas de samba é apoiar o maior patrimônio cultural de nossa cidade.

Como pode uma escola preparar um carnaval e um bonito enredo como esse, sobre o poetinha Vinicius de Moraes com pouco mais de R$ 30 mil?

É possível preparar duas alegorias com tão pouco recurso? Como vestir os dois casais de mestre-sala e porta-bandeira? Como confeccionar as 300 fantasias que serão ofertadas para comunidade?

Nesse grupo os presidentes da alas não existem ou são raríssimos. E só restará para Em Cima da Hora contar com o apoio de uma ou mais escolas em melhores condições financeiras. Nem lembrarei de barracão, esse assunto merece uma coluna só dele.

A roupa do primeiro casal pode ser a roupa do segundo ou terceiro casal de uma escola do Acesso A ou B de dois anos atrás. Algumas esculturas pode vir da Mangueira, da Portela ou de outra escola do Especial ou mesmo do Grupo A. Aquele índio bonito que desfilou na Vila Isabel num ano qualquer, apesar de não caber no enredo, vai sair sim e no carro abre-alas. A dupla de carnavalescos que se vire para arranjar explicação para um índio num enredo sobre Vinicius e sua Arca de Noé.

O coreógrafo da Comissão de frente será um integrante de uma outra comissão que improvisadamente criará algo em cima de algumas fantasias de ala que um amigo presidente de ala ofereceu.

E até gente disposta a desfilar e com roupa gratuita é difícil conseguir para o desfile da Em Cima da Hora, na segunda-feira de carnaval, em Campinho, na Estrada Intendente Magalhães. Os sambistas estão todos a postos nos desfiles da Marques de Sapucaí, inclusive esse amigo que escreve.

Porém, a Em Cima da Hora estará lá defendendo seu passado, sua bandeira e sua história. Quem sabe nesse ano ela volta ao próximo grupo, o Grupo C e aí os problemas continuarão ainda mais complicados.

Desejo para todos os amigos de Cavalcanti e da azul-e-branco da Linha Auxiliar muito boa sorte nesse carnaval e peço desculpas por usá-la como exemplo, pois poderia ter usado o exemplo de qualquer outra escola dos sacrificados Grupos de Acesso C, D ou E.

E usando um velho jargão popular. As dificuldades das escolas do Grupo de Acesso são as mesmas. Só mudam as cores das bandeiras e os endereços.

Esse assunto vai continuar numa próxima Conversa de Carnavalesco

Um abraço
Luiz Fernando Reis

 


Comentários
  • Avatar
    07/06/2008 17:00:05RORIZ EX EM CIMAMembro SRZD desde 27/08/2009

    sempre oportuno .. Entendi bem as questões e vi os comentários tentarei ser objetivo : Urge desfilar fora do dia de carnaval , Pompa no tema pode ser baba de quiabo e dar mais tombo , Trablhei com vinicius em Lucas mas sem esta pompa de sabão. Torcerei como precursor da Em Cima para ela desengomar bem No resto tudo que LF fala é de se pensar e tentr mudar já .

  • Avatar
    05/06/2008 10:12:00Claudinho Manhães (Bateria Medalha de Ouro)Anônimo

    Gostariámos muito de prestigiar o desfile desses grupos assim as escolas teriam desfiles melhores exemplo:você pega o mapa de apuração desses grupos e só tem irregularidades:Faltou Baianas,Bateria, Mestre-Sala e Porta Bandeira é complicado quem vai querer ir pra Campinho. Rio Branco já para os grupos C D e E.

  • Avatar
    05/06/2008 09:30:35Claudinho Manhães (Bateria Medalha de Ouro)Anônimo

    Falta componentes para desfilar como você frisou como um bom Ritmista vai deixar de desfilar na Imperatriz na Segunda de Carnaval (exemplo),para desfilar na Em Cima da Hora na Intendente. ja me convidaram para desfilar na Intendente mas não dá para prestigiar se agente está aqui.(continua)

  • Avatar
    05/06/2008 09:26:20Claudinho Manhães (Bateria Medalha de Ouro)Anônimo

    O Grupo de Acesso está abandonado,é um absurdo o Grupo B desfilar na Terça-Feira,e as Escolas dos Grupos C D e E desfilarem na Intendente tinha que ser na Rio Branco.O Carnaval esta aqui no Centro. (continua)

  • Avatar
    04/06/2008 18:09:24Flávio LuizMembro SRZD desde 07/04/2009

    Essa materia é muito verdadeira as escolas do grupo C,D e E são jogadas em Campinho, só vai mesmo quem não tem condições nenhuma de assistir o desfile na Marques e aquele verdadeiros apaixonados pelo samba, como sou um estarei lá levantando a bola dessas agremiações tão importante para nossa história.

  • Avatar
    04/06/2008 12:06:12GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Quanto ao fato de os sambistas estarem todos a postos nos desfiles da Sapucaí,o que é compreensível,reforça mais ainda meu ponto de vista em relação as pequenas,que pelo jeito faz parte da opinião de uma minoria de pessôas,que seria a realização do carnaval de meio de ano,feito somente com essas escolas,pois além de dar mais alegria ao País nesta época,as mesmas teriam a presença dos grandes sambistas,com certeza patrocínio e grande visibilidade,respeitando contrárias opiniões,é assim que penso. Um abraço a todos e também obrigado pelo espaço.

  • Avatar
    04/06/2008 11:55:57BiantevezMembro SRZD desde 07/04/2009

    Esse desfiles na Intendente que são vedadeiramente o Carnaval do Povão.

  • Avatar
    04/06/2008 11:47:05GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    O desfile da Intendente Magalhães,causa um misto de tristeza,alegria e emoção,vemos as dificuldades das escolas alí,muitas terminando seus carros minutos antes dos desfile,a pobresa nas fantasias e carros alegóricos mal acabados,enfim. Mas vemos também,que quando cada escola entra na avenida,são defendidas com muita garra,muita alegria e com muita emoção por cada um de seus componentes,realmente é de emocionar.

  • Avatar
    04/06/2008 07:36:59ALMIR JHUNIORMembro SRZD desde 07/04/2009

    De pleno acordo, com todas as suas palavras. Nunca li uma matéria sobre os grupos de acesso C, D, E, com tantas verdades. Pois isso sim, é o que realmente acontecem as "sobreviventes", e guerreiras agremiações que desfilam na Intendente Magalhães, falta de verbas, recursos, e componentes que queiram desfilar pelas agremiações, pois como disse:"Os sambistas estão todos a postos nos desfiles da Marques de Sapucaí". Vivenciei, e senti na pele o que diz... Mas como sou louco por samba e pela profissão que abracei, que venha a próxima escola de samba, pois consegui fazer um belo trabalho no grupo de acesso D, este ano de 2008. Abraços e parabéns pela coluna.

  • Avatar
    03/06/2008 17:02:52jorge lopesMembro SRZD desde 30/04/2009

    A Associação das Escolas de Samba do Rio de Janeiro também poderia reunir os Presidentes das Escolas, buscando levantar dinheiro, e convidar as fábricas de cerveja - todas -, a fim de que só uma marca fosse colocada em todas as escolas que quisessem participar deste projeto (+ ou - 50 escolas dos acessos em bairros diferentes da cidade). Receberiam um número de caixas de cervejas, a ser discutido, MENSALMENTE E GRATUITAMENTE, e as cervejarias usariam todos os tipos de propagandas/publicidade nas quase 50 escolas, EM BAIRROS DIFERENTES E QUASE EM TODO O RIO DE JANEIRO. No ano seguinte, com a publicidade alcançada JUNTO AO PÚBLICO CONSUMIDOR, não tenho dúvida, haveria uma disputa muito grande entre as cervejarias, o que beneficiaria as escolas de samba.

  • Avatar
    03/06/2008 16:48:11jorge lopesMembro SRZD desde 30/04/2009

    Há necessidade de projetos e ação, principalmente. Um candidato, querendo se eleger Prefeito deste Município, prometeu 16 barracões para os acessos A e B, no Carandiru. Anda visitando ensaios de muitas escolas que nem dos acessos A e B são. É pouco. Com a intenção de agregar mais as pessoas da comunidade, sugiro a construção de uma quadra coberta, poliesportiva, e mais cinco salas para cursos, para cada escola, pela Secretaria de Obras, com compromisso assinado pelo candidato a Prefeito, em reunião na AESRJ, com presidentes ou representantes das escolas, para cobrança posterior. Promessa, ainda, de construção de barracões para os acessos C, D e E, próximos à Intendente Magalhães. Esportes e cursos para a inclusão social. QUADRAS COM ATIVIDADES O ANO TODO. Conseguiria muitos votos. Se cumprisse, poderia almejar cargos mais altos na política. A hora de pressionar é esta.

  • Avatar
    03/06/2008 14:41:00PEDRINHO SAMBOTECO*Membro SRZD desde 07/04/2009

    Valeu Glorioso! vamos juntos nessa corrente, tentar de todas as maneiras fazer com que as autoridades nos ouçam, apesar de achar que nós sambistas, ainda somos os grandes culpados, ou no mínimo coniventes. A única Cultura no mundo que une brancos e negros, pobres e ricos: tem um nome: "O SAMBA", e ele como qualquer talento, não tem côr. Tb. tenho ótimas lbçs. da época de rodas-de-samba de vd. Abcs. Glorioso. Samba,agoniza + não morre(Talvez!). A cuíca é sua.

  • Avatar
    03/06/2008 12:33:33GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    L.F.R.,com certeza os únicos que não gostarão de sua matéria,serão o prefeito maluquinho(no momento entocadinho) e sua trupe,no mais,valeu por mais um grito em favor dessas escolas. PEDRINHO SAMBOTECO,um abraço aí do Glorioso e lembranças dos tempos do pagode do GALPÃO DA ILHA com o grupo SAMBOTECO,valeu brother?

  • Avatar
    03/06/2008 12:08:32PEDRINHO SAMBOTECO.Membro SRZD desde 07/04/2009

    Engraçado ! os donos do espetáculo que são as escolas-de-samba, de maneira intimidativa: solucionam tds. as dificuldades mencionadas por esse coerente e talentoso colunista. Pena que as prórias que fazem o espetáculo, tb. de maneira intimidativa, não cobram e nem se quer, ameaçam as autoridades realizando uma "GREVE", no desfile das mesmas. Feudalismo X Trabalho Escravo, votem. As autoridades só irão acordar, se nós sambistas crescermos (Por dentro).As eleições municipais estão por vir, já é um bom começo. Pense bem! como os políticos pensam: Interessadamente para que possamos melhorar as condições citadas na matéria, em prol da maior cultura do país, em que nós(Sambistas), somos os protagonistas desse espetáculo vicioso de erros. Valeu L.F.R. A cuíca é sua.

  • Avatar
    03/06/2008 11:52:58AdmilsonMembro SRZD desde 07/04/2009

    Acho vergonhoso a TV Globo não transmitir um trabalho tão lindo como tem sido feito pelas as escolas desse grupo. A Transmissão pela CNT é pessima, eles não tem a estrutura necessaria. No contrato para a transmissão do grupo especial deveria ter uma clausula obrigando a Globo a transmitir tambem esse grupo. Acho uma boa chance de as agremiações receberem mais recurso. Vamos lá sr. prefeito, mão na massa!!!

Comentar