SRZD


17/04/2011 03h07

Emoção marca retorno do Roxette ao Rio de Janeiro
Laura Machado

Foto: Graça PaesA volta do Roxette ao Rio de Janeiro foi marcada por um show emocionante, na noite deste sábado. A dupla sueca, formada por Marie Fredriksson e Per Gessle, colocou  as mais de oito mil pessoas que lotaram o Citibank Hall, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade,  para dançarem logo no início da apresentação com o hit "Dressed for success" . Após levarem uma bandeira do Brasil para o centro do palco, eles arrancaram  lágrimas do público ao relembrar antigos sucessos como " It must have been love".

- Fã pede demissão para acompanhar turnê do Roxette no Brasil

"Não consegui conter as minhas lágrimas. Voltei no tempo com essa música. Foi muito emocionante.  Me senti com 15 anos novamente", explicou Claudia Rosental, de 32 anos, ao SRZD. Ela e as amigas Jessica Roscio,  Shirly Chor e Carolina Azevedo, estavam ansiosas desde que tinham comprado os ingressos há mais de um mês. Todas garantiram que a espera valeu a pena, pois foi sensacional a volta do grupo.

- Vídeo: plateia canta no show do Roxette no Rio

A plateia também comemorou a superação e o retorno da cantora, que se  recuperou de um tumor no cérebro, com gritos de  " Marie, Marie", depois das músicas. Outro momento de delírio do público aconteceu depois que um dos músicos da banda disse ter conhecido a famosa praia de Ipanema, na Foto: Graça PaesZona Sul do Rio, antes da apresentação da noite de sábado. Ele fez um solo de guitarra da carioquíssima "Garota de Ipanema" que conquistou muitos  aplausos.

-Vídeo: solo 'Garota de Ipanema' show Roxette no Rio

Os vocalistas  foram muito simpáticos durante o show e retribuíram o carinho do  público diversas vezes em português com "obrigado".  Gessele ainda fez questão de destacar ao final da apresentação que eram como amigos que não se viam há muito tempo, bem como que gostariam de voltar novamente no Rio.

- Confira set list da apresentação no Rio

A dupla voltou ao palco para atender o desejo da plateia que gritava por "Listen to your heart" e ainda cantou "Church of your heart" para encerrar a emocionante apresentação".
Outros hits como " Dangerous", "How Do You Do", "The Look", mataram as saudades e empolgaram a plateia. Além dos antigos sucessos, a  dupla também tocou músicas do novo álbum  "Charm School", como " She's Got Nothing On (But the Radio)" e "Only When I Dream".

O Roxette vai passar ainda por Belo Horizonte, neste domingo, no Chevrolet Hall e; de novo em São Paulo, no dia 19, no Citibank Hall. Antes do Rio, eles fizeram shows em Porto Alegre e São Paulo.


TAGS:Roxette

Comentários
  • Avatar
    18/04/2011 16:08:49Eduardo TeixeiraAnônimo

    Realmente foi reviver o som de uma época de ouro na minha vida. As canções do Roxette embalaram uma geração e formam a trilha sonora da minha vida até os dias de hoje. A casa de shows estava superlotada. Acho que venderam mais ingressos do que o CityBankHall poderia suportar. A acústica do lugar também não é das melhores e no final ouve problemas com o som no microfone da Marie. Acho que devido aos problemas de saúde da Marie, a banda desceu o tom das músicas para que ela tivesse uma melhor performance vocal, o que é totalmente compreensível. Senti falta de algumas canções fundamentais da banda como Vulnerable e Anyone. De toda forma, valeu muito ter ido e assistido mesmo que de bem longe a banda sueca que fez parte da minha história de vida e de muitos acima dos 30 anos. Valeu Roxette!!!

  • Avatar
    18/04/2011 14:01:20Sabrina SayeghAnônimo

    Ok, foi muito bom curtir algumas músicas, mas admito que esperava mais. Faltou, dentre outras músicas, a indispensável "MILK AND TOAST AND HONEY "... tanto, que quando terminou o show, não acreditávamos que era real o fim, e ainda aguardamos um pouco mais, até concluirmos que realmente havia terminado com algumas "brechas musicais". Apesar do atraso de 30 minutos (geralmente isso acontece mesmo), a banda foi simpática e agradável com o público que além de cariocas, tinha capixabas, mineiros, paulistas, paranaenses e muitos outros representantes de outros estados que foram prestigiar. Conclusão final... para nós acima dos 32 anos, foi muito bom recordar momentos de nossa adolescência! Valeu!

  • Avatar
    17/04/2011 19:05:39roberta cacciatoreAnônimo

    foi relamente emocionante. realizei o sonho de ver roxette ao vivo. quando eles viemram no rio em 95, não pude ir, mas dessa vez não podia deixar de ve-los de perto. ouvir "it musty have been .love" e "spanding my time" com o público todo cantando foi sensacional. gostaria que tivesse de novo. e o que falar da marie... exemplo de superação do início ao fim.

  • Avatar
    17/04/2011 16:29:21RowseAnônimo

    Emocioante demais! Só de lembrar já fico com meus olhos marejados. A lotação do Citibank Hall comporta 8 mil pessoas. Roxette é um dos maiores nomes da música pop q marcou os anos 80 e 90... quem não conhece, lamento.

  • Avatar
    17/04/2011 13:02:07Antonio SantoAnônimo

    Uma das coisas que mais me emocionou foi ver o carinho que todos os fãs tem por eles, principalmente por Marie, que está visivelmente fragilizada e sem aquele pique vocal que tanto nos encantou por esses anos. Marie, Marie, Marie!

  • Avatar
    17/04/2011 10:39:24rodrigoAnônimo

    roxette? é iogurte?

  • Avatar
    17/04/2011 03:23:44RodrigoAnônimo

    Foram aproximadamente 15 mil pessoas. Informação do próprio pessoal do Citibank lá na porta

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.