SRZD


24/01/2008 12h16

Por dentro dos barracões: Como será o desfile da Viradouro
Isaac Ismar

O que te faz sentir arrepio? Uma cena assustadora em filmes de terror é capaz de arrepiar seus cabelos? O enredo ?É de arrepiar!? da Viradouro para o carnaval 2008 tem oito sensações que são capazes de mexer com o emocional de qualquer ser humano. De acordo com o carnavalesco Paulo Barros, que assina o tema, a idéia surgiu de uma forma, no mínimo, incomum.

- Esse enredo surgiu de uma conversa sobre outro enredo, que seria sobre cabelo, mas durante o bate-papo apareceu a palavra arrepio. E ela me soou bem. Comecei a pesquisar como seria tratado o enredo a respeito de arrepios. Percebi que era muito mais forte do que o próprio tema sobre cabelo. Então, decidi optar pelo arrepio. O enredo propõe oito sensações de arrepio. A primeira é o frio, porque ele é a explicação científica para a sensação do arrepio. A partir daí vamos mostrar sensações subseqüentes que são os cabelos arrepiados, arrepio do toque, arrepio das artes, arrepio da execução, arrepio da repugnância, arrepio do cinema (terror) e finalizo com o arrepio da saudade ? explica.

\"BarracãoTranqüilo com o andamento dos trabalhos no barracão da escola de Niterói, Paulo acredita que após o desfile as pessoas perceberão com mais clareza as situações do dia-a-dia que as arrepiam. Afinal, um dos objetivos do enredo é ?arrepiar?.

- A gente pode usar essa brincadeira. Nós jogamos em 2007. Este ano o meu maior prazer vai ser comprovar em algumas pessoas a sensação de arrepio. Acho que essa é a grande jogada do desfile. Fazer com que as pessoas se arrepiem ? diverte-se. - Acho que é um trabalho extremamente conceitual. Apesar de parecer subjetivo, o tema faz parte do nosso cotidiano. Nós ainda não nos damos conta disso. O componente da Viradouro tem que estar preparado e consciente que a gente pode fazer um belo desfile. Dependo deles para que isso aconteça. Em termos de conteúdo e leitura de enredo o trabalho é muito satisfatório.

\"BarracãoChateado com os boatos em torno do desenvolvimento do enredo, ele garante que algumas se surpreenderão com o carnaval da Viradouro. A fase do desfile que aborda as maneiras que o homem inventou para execução da vida promete ser a mais polêmica.

- Muitas pessoas estão confundindo este setor, tratando-o como tragédia. Não é isso. São maneiras de execução da vida que o homem criou. Não estou aqui para falar de acidente da TAM. Esse povo está totalmente sem conhecimento do que se trata o enredo e fica falando besteira. Deve ter sido algum ?gênio? para ter essa grande idéia ? debocha.

Outro assunto que mexe com o humor do carnavalesco é a alusão que a maioria das pessoas faz com o nome dele e o carnaval coreografado.

\"Barracão- Apesar de muita gente pensar que a Viradouro vem com um estilo coreografado, vocês vão perceber que eu já fugi disso. Tenho pessoas em cima dos carros que estão ali para assumir um papel e passar a idéia da alegoria. Não é coreografia gratuita. Isso aí foi feito no DNA e alguns outros carnavais. Estou fugindo disso. Acho que a coisa vai amadurecendo. Começo a perceber que posso usar essas pessoas para que elas façam que o carro forme um conceito. O oitavo carro é um exemplo disso ? adianta.

Perguntado sobre o futuro da festa, Paulo Barros respondeu que o carnaval e as escolas de samba têm essência que jamais irá mudar.

- O carnaval se adapta bem as mudanças. Houve uma época em que era extremamente clássico, depois passou a ser político, sátiras. Hoje é diversificado, temos um pouco de cada coisa. A essência não vai mudar nunca. As tendências aparecem e desaparecem. É bem cíclico. As coisas vão e voltam. Independentemente da época do desfile ? afirma o artista.

Confira um pouco da abordagem das alegorias da Viradouro. Paulo Barros contou que os setores, não listados abaixo, seguem a idéia apresentada nos carros:

Comissão de frente: Mantida em sigilo;

Mestre-sala e porta-bandeira: Roupa extremamente arrojada em termos de efeito que ela vai proporcionar. Simone será a ?Aurora boreal? e o Raphael estará fantasiado de ?Esquimó?;

Abre-alas: ?O frio? ? Já se sabe que será uma grande geleira, mas ainda resta a expectativa se Paulo Barros contará com o efeito de toneladas de gelo, tornado parte da alegoria uma pista de patinação;

Baianas: As senhoras de Niterói e São Gonçalo estarão logo após o primeiro carro e suas fantasias serão alusivas ao frio;

Segundo carro: ?Fazendo a cabeça? ? Remeta ao arrepio do cabelo;

Terceiro carro: ?O nascimento? ? Retrata a chegada de novas vidas. No barracão, centenas de bonecas de plástico e um grande boneco de cabeça para baixo serão algumas das atrações do carro;

Bateria: Os ritmistas representarão a emoção das vitórias na Copa de 70 através da figura do Jairzinho;

Quarto carro: ?Kamasutra? ? Paulo Barros confeccionou parte da alegoria com as posições sexuais do famoso livro ?Kamasutra?;

Quinto carro: ?O banquete?;

Sexto carro: Título ainda indefinido - Um dos carros mais comentados no mundo do carnaval, traz adereços que lembram as cenas do Holocausto. De acordo com o carnavalesco, o objetivo é retratar as maneiras de execução da vida humana que o homem criou;

Sétimo carro: ?O exorcista? ? Uma clara alusão aos arrepios causados pelos filmes de terror, em especial ?O exorcista?;

Oitavo carro: ?Uma homenagem a Cartola? ? A lembrança a Cartola promete emocionar até quem não é mangueirense. No barracão, a escultura com a imagem do saudoso compositor e cantor em breve começará a ganhar cores.


Comentários
  • Avatar
    30/01/2008 23:06:25LenitaAnônimo

    César, vc é uma bichinha tão chaaaaaaaaata! E mal educada, bem barraqueira, né? E analfa. Aqui eu não falo, eu escrevo. Mobral pra vc, pintosa....

  • Avatar
    30/01/2008 20:39:44CESARMembro SRZD desde 27/07/2009

    PORRA LENITA VC É UM SACO HEM ,COMO TU FALAS MULHER ? PARECE QUE ENGOLIU UM GRAVADOR ,DÁ UM TEMPO POW ? VAI LAVAR AS ROUPAS E AS LOUÇAS QUE A PIA DVE ESTAR LOTADA DE

  • Avatar
    30/01/2008 14:28:40Estudante de GeografiaAnônimo

    Pqp, tem nego falando merda... Ai meu pai!

  • Avatar
    30/01/2008 13:25:07Alex MagnoAnônimo

    Para q tanta discussão boba?Todo mundo sabe que a Grande Rio vai ganhar o carnaval e a São Clemente vai ser rebaixada.

  • Avatar
    30/01/2008 13:20:55Martelo de OuroAnônimo

    O carro do Holocausto não deve entrar do jeito que está. O carnavalesco está com novas idéias para tal alegoria.

  • Avatar
    30/01/2008 11:22:41LenitaAnônimo

    Segura mais essa, Calaa Boca: "Há i

  • Avatar
    30/01/2008 11:20:09LenitaAnônimo

    Calaa Boca e os interessados: se quiserem ler a bela carta do Sr. Sérgio Niskier à Escola Viradouro, na íntegra, vá ao site: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/chop edoaydano/ Lá o sr. Calaa Boca poderá se informar melhor.

  • Avatar
    30/01/2008 11:16:10LenitaAnônimo

    Desculpe, agora é que é o fim: No mínimo, a Viradouro entra na Sapucaí com um peso a mais para carregar. Não precisava.Num enredo tão amplo quanto esse "É de arrepi

  • Avatar
    30/01/2008 11:14:07LenitaAnônimo

    Fim, O Globo: Aforismo das relações humanas: só

  • Avatar
    30/01/2008 11:12:26LenitaAnônimo

    (Cont.) Sua alegoria sobre o assunto transformou um vizinho de Cidade do Samba em inimigo. Judeu polonês

  • Avatar
    30/01/2008 11:11:49LenitaAnônimo

    Cont. de O globo, site:O exemplo mais contundente de seu portfolio é o carro do DNA, da Unidos da Tijuca, uma imagem arrebatadora, para a antologia da festa, que levantou a avenida em 2004. Só que uma coisa é uma coisa, outra coisa

  • Avatar
    30/01/2008 11:10:48LenitaAnônimo

    Que Paulo Barros, carnavalesco da Viradouro, cultiva a saudável ambição de tentar ser a novidade numa festa sempre necessitada de

  • Avatar
    30/01/2008 11:08:51MCAnônimo

    É muita cara de pau dizer que a comunidade judaica "liberou" o carro. Gente, que cara mal informado!

  • Avatar
    30/01/2008 11:04:05LenitaAnônimo

    A

  • Avatar
    30/01/2008 11:01:32EduardoAnônimo

    Acho que o Paulo e a escola conseguiram o que queriam: aparecer. Pena que desse jeito!

Comentar