SRZD


06/10/2010 09h45

Marcelo Adnet diz que segundo turno vai acirrar rivalidade Sul x Nordeste
Laura Machado

Apesar de fazer graça em seu trabalho na "MTV", política é assunto sério para Marcelo Adnet. Ele inclusive revelou ao SRZD que pensa em ser político um dia. Adnet fez ainda uma análise sobre a disputa eleitoral para Presidência da República, bem como arriscou palpites a respeito das alianças para o próximo turno.

"Apesar de ver uma carência de alternativas para o eleitor, em 1989, por exemplo, havia Covas, Maluf, Afif, Lula, Brizola, Collor, Ulysses até o Silvio Santos. Acho que o resultado mostrou a força da democracia. E até testou seus limites. A Marina saiu fortalecida e, para mim, neste segundo turno, vai se acirrar a rivalidade Sul x Nordeste", explicou o apresentador do "15 Minutos", da "MTV Brasil", ao SRZD.

"O foco Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso é Serra (PSDB) e o resto é Dilma (PT), notadamente Bahia, Maranhão, Piauí, Amazonas, Pernambuco, Ceará. No rebelde Rio de Janeiro, antevejo uma ampla vitória da petista pela aliança Crivella-Sérgio Cabral, as duas maiores forças (junto a Garotinho) fluminenses e da rejeição a Serra", complementou Adnet.

"Como carioca, acho que o Serra tem que ficar uma semana no Nordeste de bermuda e sandálias, talvez assim consiga, finalmente a identificação de cariocas e nordestinos", sugeriu o humorista.

Ele arriscou ainda que Marina Silva (PV), que foi a terceira candidata mais votada no primeiro turno, não vai escolher nenhum dois lados no segundo turno.

"Acho que o partido apoiará o Serra e a Marina não escolherá um lado. É o meu palpite. Mas acho que o apoio formal não conseguirá superar o fato de que a maioria dos votos de Marina vai ser transferido para a Dilma, não por uma questão de aliança política, mas de natural proximidade do perfil das duas", analisou Adnet.

Ao final o humorista reafirmou que gostaria de seguir carreira política. Em 2009, em  uma entrevista para revista "Trip" ele revelou que queria assumir um cargo político.

"Um dia, pode demorar, mas por enquanto, ainda tenho esse sonho", admitiu Adnet ao SRZD.


Veja mais sobre:Eleições 2010

Comentários
  • Avatar
    06/10/2010 11:09:25marliAnônimo

    Após este comentário, podemos dizer que, no Brasil continua a discriminação ao nordestino e que se o candidato Serra ganhar, os projetos lá iniciados e outros já concluidos irão para o buraco. A região sul sempre foi a mais rica e a região nordeste sempre foi discriminada e deixada para um terceiro plano. Projetos para que o nordestino fique em sua terra com dignidade só foi feita no governo Lula e Dilma dará continuidade. Serra não apresentou nenhum programa ou se vai dar continuidade aos projetos que estão benificiando o povo nordestino.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.