SRZD



Hélio Rodrigues

Hélio Rodrigues

Jornalista, foi repórter de MMA do portal SRZD. Já cobriu diversos UFCs, além de importantes eventos do cenário nacional, como o Shooto e o Bitetti Combat.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



15/12/2014 00h02

Análise dos brasileiros no UFC: Cigano x Miocic
Hélio Rodrigues

Junior Cigano dos Santos e Rafael dos Anjos representaram bem o Brasil na noite do último sábado, pelo UFC: Cigano x Miocic. Em um evento repleto de lutas femininas, os dois brasileiros derrotaram, respectivamente, Nate Diaz (polêmico irmão do não menos polêmico Nick Diaz) e Stipe Miocic.

Rafael dos Anjos castigou Nate Diaz. Com uma atuação praticamente impecável, o brasileiro foi superior durante os três rounds de luta e venceu por decisão unânime dos árbitros.

Já Junior Cigano teve uma parada dura diante do americano Stepe Miocic que acabou sendo reconhecida como Luta da Noite. Num épico duelo, o tupiniquim, que estava há 14 meses sem lutar, sofreu durante cinco rounds e ficou irreconhecível no pós-luta. Mas venceu, por decisão unânime.

A decepção da noite foi a derrota de Gabriel Napão para Matt Mitrione em apenas dois minutos de embate.



10/12/2014 22h48

Eis o novo campeão, Robbie Lawler
Hélio Rodrigues

Os meio-médios do UFC têm novo campeão. Robbie Lawler surpreendeu e venceu Johny Hendricks em uma luta bastante parelha no último sábado, pelo UFC 181.

Robbie Lawler. Foto: Divulgação

O agora ex-campeão, por sua vez, só ficou uma luta com o cinturão em posse de si...

Confesso que, se tivesse apostado, perderia. Apontava Johny Hendricks como total favorito para essa luta, embora Lawler tivesse demonstrado suas credenciais no primeiro duelo entre ambos. Neste último duelo também o fez e foi para cima desde o primeiro momento. A disposição física surpreendia - até o segundo e terceiro rounds, quando ele começou a dar mostras de cansaço.

Hendricks tentou combinar golpes e mesclar a luta em pé com wrestling e jiu-jítsu. Mas não foi suficiente.

Os juízes consideraram Lawler mais eficaz no que se propôs a fazer e deram a vitória a ele por 2 a 1 (48-47, 47-48 e 49-46).



20/11/2014 22h37

Werdum e o título interino sem brilho nos pesados
Hélio Rodrigues

Um campeão sem brilho. Fabricio Werdum ganhou Mark Hunt por nocaute técnico. Mas deixou a desejar durante a luta do último sábado, que rendeu a ele o título interino dos pesos pesados do UFC.

Podia ter feito mais, embora o que fez tenha sido suficiente. Só não poderá ter os mesmos erros contra Cain Velásquez. Serão mortais caso se repitam.

Werdum é competente. Aposto nele, independentemente de qualquer tipo de falha no octógono. Aposto que será o próximo campeão dos pesados. Afinal, ele foi o cara que destronou o reinado de 10 anos de Fedor Emelianenko no Pride.



10/11/2014 23h44

Shogun decadente
Hélio Rodrigues

Shogun deve pensar em, aos poucos, ir se retirando do MMA. Após 12 anos como lutador profissional e com uma história brilhante, o brasileiro já está na curva descendente da carreira há muito tempo. E a luta contra Ovince St. Preux veio para atestar isso. Trinta e quatro segundos de tentativas vãs e derrota vergonhosa diante dos fãs compatriotas.

Apesar de ter protagonizado uma luta épica contra Dan Henderson, Shogun já não é mais o mesmo desde que perdeu o cinturão dos meio-pesados do Ultimate para Jon Jones... Ou perdeu a confiança ou já sente os reflexos de mais de uma década dedicada ao MMA.



27/10/2014 00h03

Caipira de aço!
Hélio Rodrigues

Fábio Maldonado é do tipo guerreiro. Raçudo. Que, se não é tão habilidoso, usa a força dos gritos da torcida para vencer. Pode não convencer. Mas tem coração. Na luta contra o holandês Hans Stringer, pelo UFC 179, realizado no Maracanãzinho, mostrou isso.

O brasileiro começou mal. Foi jogado para baixo. Não é especialista ali. E sabe disso. Viu o adversário impor o ritmo de luta. Bater. E controlar. Perdeu o primeiro round claramente.

Mas, percebendo que as coisas não iam bem, Maldonado percebeu que necessitava mudar a postura. Estudar melhor o rival. Encaixar a distância. E conseguiu. Colocou sua estratégia de trocação a jogo. E foi para cima. Manteve-se assim até ser derrubado. Mas Stringer não foi tão bem nessa investida. Maldonado caiu por cima e desferiu uma série de golpes que fizeram o árbitro interromper o combate.

Raça. Vitória na raça. E até Anderson Silva, que estava na plateia, como mero espectador, subiu ao cage para cumprimentar o amigo.

Boa, Caipira de Aço!

 



26/10/2014 23h56

O rei dos pena
Hélio Rodrigues

Chad Mendes veio, inegavelmente, mais preparado que no primeiro duelo contra José Aldo para o UFC 179, no último sábado. Foi agressivo. Tentou a trocação franca - de igual para igual - com o brasileiro. Por alguns momentos até assustou o público presente no Maracanãzinho. Mas, mesmo apesar do equilíbrio, viu suas investidas pararem em contra-ataques fulminantes, que lhe tiraram o ímpeto e, após cinco rounds bem disputados e a decisão unânime, o fizeram perceber que o título dos pesos pena só pode ter um dono: José Aldo.



25/10/2014 16h43

Aldo x Mendes
Hélio Rodrigues

José Aldo e Chad Mendes se enfrentam logo mais, pelo UFC 179, no Maracanãzinho, a partir das 21h deste sábado. O duelo marca a disputa do cinturão dos pesos pena do Ultimate. E é uma revanche para o americano, nocauteado em janeiro de 2012 pelo brasileiro. Provocações à parte, a luta principal no octógono promete.

O evento terá, ao todo, 11 lutas, sendo cinco no card principal e seis no preliminar. Os destaques são o duelo entre Glover Teixeira e Phil Davis, que vêm de derrotas, e Felipe Sertanejo e Andre Fill.

Confira o card completo abaixo: 

 CARD PRINCIPAL

José Aldo x Chad Mendes
Glover Teixeira x Phil Davis
Fábio Maldonado x Hans Stringer
Darren Elkins x Lucas Mineiro
Diego Ferreira x Beneil Dariush

CARD PRELIMINAR
William Patolino x Neil Magny
Yan Cabral x Naoyuki Kotani
Wilson Reis x Scott Jorgensen
Felipe Sertanejo x Andre Fili
Gilbert Durinho x Christos Giagos
Fabrício Morango x Tony Martin



22/10/2014 23h05

Cain Velásquez e Werdum fica para depois
Hélio Rodrigues

Cain Velásquez está fora do UFC 180 a um mês do evento - dia 15 de novembro, na Cidade do México (MEX). A luta do ano, contra Fabricio Werdum será adiada. Frustrante. Uma pena para quem acompanha MMA.

O brasileiro, porém, continua no card e enfrentará Mark Hunt pelo título interino dos pesos-pesados. É franco favorito. Mas, como em qualquer esporte, as zebras existem, e passeiam. Hunt nocauteou Roy Nelson na última luta dele. Bom se ter cuidado.



28/09/2014 23h28

O adeus de Wanderlei Silva
Hélio Rodrigues

A aposentadoria de Wanderlei Silva já era esperada. O brasileiro já fez o que tinha para fazer dentro do MMA. Saiu criticando o UFC, Dana White e os dirigentes da organização. Autêntico, embora nem sempre tenha tido razão. Despede-se não tão bem do mundo das lutas.

É lendário. Isso ninguém lhe tira. Ajudou o esporte a se propagar no mundo. Era polêmico.

Dono de um estilo peculiar e agressivo, quase impiedoso, de lutar, foi protagonista de grandes duelos no Pride (evento que, até hoje, deixa saudades nos verdadeiros fãs de lutas). Foi até homenageado pelo maior rival, Quinton Rampage Jackson, que postou em redes sociais uma foto com #WarWand.

Merece as homenagens por tudo que fez de bom. Mas as críticas ao UFC podem ser impeditivas para um possível hall da fama. Infelizmente.

 



14/09/2014 23h57

Irregularidade de Pezão pode decretar saída do brasileiro do UFC
Hélio Rodrigues

Pezão não vem bem no UFC. Sofreu uma derrota desastrosa para Andrei Arlovski no último sábado, pelo UFC Pezão Arlovski. Acumula a terceira luta seguida sem vitórias (duas derrotas e um empate), e, caso perca a próxima, pode pensar em dar adeus à organização de Dana White e dos irmãos Fertitta.

Os resultados só refletem o que o brasileiro tem feito em suas apresentações pelo Ultimate. Atuações apagadas, sem brilho. É assim desde a derrota para Cain Velasquez, pelo cinturão dos pesados.

Agressividade que não funciona. Pezão se mostra atabalhoado em alguns momentos. Sofre por ser grande e não consegue usar isso ao seu favor.

Das últimas 10 lutas do brasileiro, ele venceu cinco, perdeu quatro e empatou uma. A instabilidade de Pezão é comprovada por esses números. Falta regularidade.

Será que ele consegue?

Torçamos para que sim!



08/09/2014 22h14

Anderson Silva calado...
Hélio Rodrigues

Anderson Silva calado poderia ser um poeta. Mas prefere transparecer uma de suas características principais: a arrogância. Mais uma vez agiu de modo extremamente questionável. Comparou-se a Ayrton Senna e a Pelé. Colocou-se no hall da fama dos ídolos nacionais.

Quem pensa que é, afinal?

Se acha que é de fato um herói brasileiro pelo que fez em sete anos no UFC, é, aí sim, apenas um enigmático lutador que deixou o sucesso subir à cabeça. Afirmou, convicto, a seguinte bobagem: "Eu já passei por aquela coisa de ser o campeão, de ter o cinturão... A verdade é que Ayrton Senna só vai ter um, Pelé só vai ter um e Anderson Silva só vai ter um... Então, quem viu, viu. Quem não viu, não vê mais. De certa forma vai ver, mas não lutando pelo cinturão, aquela coisa de cinturão de novo. Eu não tenho mais paciência para isso. Cada dia que passa fico mais perto de me aposentar"

Blasfemo. Não deveria ousar sequer a proferir o nome destas lendas. Tampouco se colocar entre os grandes do esporte brasileiro em todos os tempos. Não fez absolutamente nada frente a outros santos nacionais. Não é choque de realidade. É arrogância barata, como costuma fazer. É pretensão demais para o tipo de atleta que é dentro e fora do local onde pratica seu esporte. O que Anderson conquistou, afinal, frente a Senna e Pelé? Quem é ele?



06/09/2014 13h31

Jacaré vence e fica à espera de ser chamado para disputar cinturão dos médios do UFC
Hélio Rodrigues

Jacaré está cada vez mais preparado para ser o próximo desafiante ao cinturão dos pesos médios do UFC. Na noite da última sexta, o brasileiro finalizou o armênio Gegard Mousasi no terceiro round na luta principal do UFC Fight Night 50.

Fica à espera agora do vencedor do duelo entre Vitor Belfort e Chris Weidman, dia 6 de dezembro, para, quem sabe, pensar em ter uma chance à disputa do título. E merece. Jacaré é dedicado e já provou sua qualidade dentro dos octógonos. A vitória diante de Mousasi foi a sétima seguida do brasileiro e a quarta dentro do Ultimate.

Confira abaixo a vitória de Jacaré: 



31/08/2014 17h50

A perda de peso no UFC: um processo desgastante
Hélio Rodrigues

Chega a ser desumano o processo de perda de peso dos lutadores para um evento do UFC. Alguns atletas, às vezes, têm que perder até 10kg de um dia para o outro. Não podem beber, nem comer. Enfiam-se em roupas térmicas, com plástico, e se exercitam feito loucos. Saúde em último plano. Renan Barão foi uma vítima deste processo, que o fez abandonar a disputa de cinturão contra TJ DIllashaw.

Não era para ser assim. Era para ser no mínimo profissional. Em miúdos, com planejamento. Não de um dia para o outro, embora este erro, em grande parte, seja dos próprios preparadores físicos dos atletas. Afinal, são geralmente oito semanas de intenso treinamento, físico e técnico.

Por que não incluir na tabela de prazos uma parte dedicada a "chegar bem na hora da pesagem oficial"? Pôr como meta atingir o peso ideal a duas semanas do evento, talvez. E ir controlando nos 14 dias seguintes.

Mas acreditar nessa mudança de modo imediato é o mesmo que acreditar em coelhos da Páscoa e Papai Noel.



21/08/2014 23h45

Belfort focado nos treinos para enfrentar Weidman
Hélio Rodrigues

Alheio às críticas quanto a seu porte físico, Vitor Belfort continua focado para enfrentar o americano Chris Weidman, dia 6 de dezembro, em Las Vegas.

Na última terça-feira, o canal oficial do UFC no YouTube publicou mais um vídeo dos treinos que o brasileiro tem realizado para o duelo.

Será a primeira vez que Belfort lutará após o banimento do uso do TRT, tratamento de reposição hormonal praticado por lutadores como Chael Sonnen, Frank Mir e Dan Henderson.

Confira abaixo:



10/08/2014 23h46

Chael Sonnen é derrotado em evento de grappling nos EUA
Hélio Rodrigues

Quando a fase não é boa... Chael Sonnen foi derrotado mais uma vez na carreira na noite do último sábado, no Metamoris, evento de grappling. Dessa vez, o algoz do americano foi outro brasileiro: Andre Galvão, que o venceu por finalização após 14 minutos.